target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

"A GAROTA DOS PÉS DE VIDRO" (Ali Shaw)

Você acredita que há uma criatura que transforma tudo o que olha em branco puro? Que há corpos de vidro afundados na água do pântano? E touros do tamanho de insetos, com asas de borboleta? Então ainda não pode enfrentar o que está acontecendo com você. Talvez ainda não tenha percebido, ou ache que é apenas uma farpa no dedo do pé. Mas a verdade é que você está, de fato, se transformando em vidro, lentamente...
É hora de acreditar no impossível.

"A Garota dos Pés de Vidro", o romance de estreia do britânico Ali Shaw, é uma obra de ficção ousada, onde o autor introduz a fantasia em um mundo contemporâneo. O autor criou uma realidade surreal e não se deixou limitar pela prudência, ou pelo temor em cair no absurdo.
Não se iluda achando que esse é mais um exemplar de literatura fantástica, destinada ao público adolescente, que enchem as prateleiras das livrarias. Ele carrega uma história ingênua e densa, repleta de mensagens veladas e que apresenta um amor fadado a vencer obstáculos intransponíveis 
~~~*~~~
Naquele inverno, Midas via fotos por todos os cantos. Através de suas lentes ele procurava a luz ideal...a imagem perfeita. Naquele inverno, Midas conheceu Ida Maclaird. Uma garota de pele clara, cabelos loiros, olhos de um cinza titânico e que usava botas enormes. Ela se movia lentamente, num passo de caramujo, apoiando-se cuidadosamente com uma bengala, como se estivesse redescobrindo o jeito de andar.
Midas não sabia o porquê das botas estranhamente grandes e de seu andar vacilante, mas logo descobriria.

Ida estava na ilha de St. Hauda's Land a procura de respostas, em busca de uma cura para sua estranha enfermidade. Foi nesta ilha invernal que tudo começou...ela está lentamente se transformando em vidro. Sua única esperança é encontrar Henry Fuwa, um homem que conhece os segredos escondidos dessa ilha, mas que vive recluso no pântano.

Midas é um fotógrafo tímido e solitário, preso a um passado sem amor e compreensão. Ele  observa o mundo através da lente de uma câmera fotográfica. Mas encontrar Ida lhe deu um novo fôlego de vida, uma chance de conhecer o amor. Midas está decidido em ajudar Ida a entender sua transformação e auxiliá-la em sua jornada por uma cura.
Juntos eles partem à procura de Fuwa e tratamentos alternativos, mas acabam esbarrando em um inimigo implacável...o tempo. 
A transformação de Ida está em um ritmo acelerado e o tempo é algo precioso para ser desperdiçado. Eles terão que decidir entre viver intensamente o presente, ou se dedicar por um futuro incerto.
~~~*~~~
Ali Shaw conduz sua história através de um cenário gélido e monocromático e, é sob o olhar de Midas, um fotógrafo apaixonado, que conhecemos a pequena ilha Saint Hauda’s Land. Um lugar cheio de magia e mistérios, repleto de lendas e habitado por criaturas estranhas.
O ambiente é descrito de forma extensa e muito peculiar e, apesar de gostar de livros bem detalhados, confesso que há momentos monótonos e exaustivos. Utilizando das observações de um fotógrafo, o autor esmiuça cada detalhe do cenário e muitas vezes se torna repetitivo.

Ida e Midas estão unidos pela esperança de encontrar uma cura e descobrem-se apaixonados. Um amor casto e ingênuo que se sustenta através da esperança e que vive sob a sombra constante da morte. Midas é tímido e introvertido, seus conflitos pessoais o transformaram em um mero coadjuvante de sua própria história. Ele se agarra a lembranças do passado e acaba se tornando passivo e distante.

"A Garota dos Pés de Vidro" é um livro que mantém um ritmo brando e que progride lentamente. Não há nenhum ápice na história e nos reserva poucas surpresas. Infelizmente o final é previsível e ao leitor só resta a confirmação de um desfecho já esperado. O livro também é cheio de flashbacks, capítulos destinados às memórias dos personagens, quebrando ainda mais o ritmo. Essas lembranças auxiliam o leitor a entender a personalidade e as emoções dos personagens, mas não esclarecem nada com relação à enfermidade de Ida. Ele deu atenção demais a tramas parelelas irrelevantes em detrimento do desenvolvimento da trama principal. Aliás, pouco é revelado da estranha doença e terminamos o livro com aquele vazio...sem solução para o mistério.

Eu gostaria de poder dizer que amei o livro, mas essa não é a verdade. A Garota dos Pés de Vidro não me encantou, é um livro que diz muito e revela pouco. Achei a trama de certa forma vaga e ambígua. Fiquei à margem da narrativa, me senti uma espectadora de acontecimentos alheios e não consegui me entregar e me envolver com a história.
Também não aceitei os touros com asas de borboleta, achei muito bizarro e terrível de se imaginar um bicho desses. Mas entendi a metáfora por trás de sua existência, a relação de que o homem não conhece todos os mistérios do mundo em que vive.

É um romance que agradará aos leitores de mente aberta e que se entregam à fantasia sem reservas. Uma história de transformação e redenção, mas que exige do leitor paciência e fé no impossível.

Show, Ali. A Garota dos Pés de Vidro. Leya, 2010. 288 p.

33 comentários:

  1. Nossa, esperava tanto desse livro, até porque parece ser de uma magia surpreendente pela sinopse e a capa é linda, que me chama muita atenção!
    Pena que o livro não é tudo que eu esperava, pena mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Gostei bastante da capa.
    Que pena que não gostou tanto, fiquei curiosa, mas não é um livro que vou colocar no topo da minha lista de desejos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Nossa que pena! Fiquei tão empolgada com o livro, mas parece que não é lá essas coisas... =/
    Mas a capa é LINDA, isso eu tenho que dizer!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua resenha, você foi muito franca e admiro muito isso!! Eu fiquei curiosa para ler esse livro, mas após ler a resenha acho que vou deixar mais pro final da minha lista rsrs.
    Parabéns pela resenha!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  5. ei Hérida, não conhecia esse livro.
    Fiquei curiosa para ler, mas vou ler daqui muito tempo, srrs.
    Uma pena que não te agradou. =/

    beijos. ^^

    ResponderExcluir
  6. Nossa... sério, um banho de água fria >.< A capa é linda e a sinopse encantadora - eu estava curiosa sobre esse livro. Mas, com um pé atrás já que não tinha lido nenhuma resenha. E agora, pela sua resenha, eu tenho certeza que não é o meu tipo de livro...
    Eu amo resenhas sinceras, que expõe o ponto de vista de verdade!!! Assim não me sinto enganada =) Adorei a resenha, Hérida!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não sei não!!!
    Acho que não faz meu estilo.
    Não tenho paciência com livros detalhistas demais e com finais totalmente previsiveis.
    Apesar de ter gostado da capa, eu passo.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Eu estou louca para comprar esse livro... Ja paquerei ele tantas vezes, mas minha pobreza atual não permite, rsrs!

    E estava esperando uma resenha para carimbar (ou não) o passaporte rumo à minha estante!

    Vou arriscar!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu li esse livro recentemente, a minha opinião foi muito parecida com a sua. O Shaw devia ter explorado mais a doença da Ida, sem contar que a "criatura que transforma tudo que olha em branco puro" não tinha função nenhuma. "A Garota dos Pés de Vidro" era realmente um livro que tinha tudo para dar certo, tinha tanta coisa legal como a propria doença da Ida. . .Mais acabou que no fim nenhuma das coias fantasticas presente no livro foram devidamente abordadas.

    Bem, tah aqui o link da minha resenha sobre "A Garota dos Pés de Vidro" se você quiser dar uma olhada:

    http://infinitas-palavras.blogspot.com/2010/11/garota-dos-pes-de-vidro.html

    ResponderExcluir
  10. Ei Hérida,

    Estava doida para ler este livro, achei a sinopse super interessante. Agora fiquei meio na dúvida rs, vou esperar mais um pouco para comprar.

    bjooo

    ResponderExcluir
  11. Esse livro é bem curioso pela história q apresenta! Mas to vendo que tem que ter muita paciência para ler... geralmente gosto de histórias com grandes arrombos, dispustas, paixão...
    Mas deve ser uma leitura interessante, delicada...
    Compraria esse livro só por causa da capa. ^^

    bjuss

    ResponderExcluir
  12. Ahhhh, eu vi na livraria e achei que era tão legal ... A capa é meio misteriosa, sei lá chamou minha atenção rsrsr Agora fiquei na dúvida .

    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Fiquei imaginando como asas de borboleta sustentariam um touro... mas... tudo bem! kkkkk!
    Hérida, já peguei este livro nas mãos várias vezes, por conta da capa, que chama a atenção, porém, não estou convencida que seja o meu "tipo" de livro ;)
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  14. fiquei super curiosa
    adoorei a resenha *-*

    ResponderExcluir
  15. Gosto de livros assim como este!
    Exercitam a criatividade, você fica imaginando como é a cena, toda a situação! =)
    A capa do livro é linda , sem contar que o texto em si parece ser bastante atraente…
    Eu sou uma dessas leitoras de mente aberta! rsrs Quanto mais fantasia melhor!!!

    BjOO

    ResponderExcluir
  16. Hunf, até tinha gostado da estória, mas depois que vc falou de ser previsível e acabar com aquele final: "hã?! já acabou?!", fiquei meio na dúvida, fiquei curioso pra saber o por quê de a menina ser assim, só que como vc falou num explica tanto, aff . Em fim, se eu tiver oportunidade de ler ele, vou ler.
    Bjos

    ResponderExcluir
  17. Esse livro parece ser muito legal, mas não é muito o tipo de livro que eu leria =D

    ResponderExcluir
  18. Ótima resenha... Fiquei muito curiosa para ler o livro e entrar nesse universo!
    Aliás, parabéns, você escreve muito bem! ;)

    ResponderExcluir
  19. Nossa, quando li a sinopse do livro achei que seria maravilhoso!

    Mas a sua resenha me abriu os olhos! rs

    E se é preciso muitaaaaaaaa paciência, então não é o livro que vai estar no topo da minha lista!

    E eu fiquei super curiosa sobre a enfermidade da protagonista, mas como você disse que não explica muita coisa...desanimei também!

    Otima resenha!

    Bjuss

    ResponderExcluir
  20. Nossa, que legal! É realmente diferente o enredo, me deu vontade de ler. Parece ser cheio de fantasias e revelações. Vou por na minha lista de desejados já!

    ResponderExcluir
  21. Ei!
    Eu vi este livro e me encantei pela capa.
    Mas assim como vc, li apenas resenhas de pessoas que disseram não terem se encantado com o livro.
    Acho que nem vo arriscar a lê-lo por enquanto =)
    Bjins

    ResponderExcluir
  22. Oi, nossa nunca tinha ouvido falar desse livro não sou muito fã do genero fantasia e esse livro me pareceu meio viajão demais pelo que você escreveu mas valeu a pena saber que existe. Bjks

    ResponderExcluir
  23. Dificil achar alguém que fale que não gostou de um livro, todas resenhas que vejo o pessoal só diz coisas boas...foi bem interessante a sua. eu vi o livro e a capa e a história dos "pés de vidro" me chamou atenção...porém pelo que você falou se eu for ler ele, não vai ser agora.

    ResponderExcluir
  24. Olá pessoal, não recomendo o livro, pois quando vi ele na livraria pensei que fosse legal , mais me arrependi e não recomendo.é um leitura cansativa e estença, nada a ver com a capa que é perfeita.

    ResponderExcluir
  25. Sem pé nem cabeça (claro que estou exagerando um pouco), mas para quem já leu só faltou urubu com chifre de boi.

    ResponderExcluir
  26. Estou quase no final do livro, como você disse ele é mais destinado a pessoas com a mente aberta, não cheguei ao final tão previsível, mas por mais que a maioria queira saber mais da doença eu acho que o que vale é a transformação que eles passam e marco as frases com marca texto, acho interessante ler, é uma lição e tanto - fora que a gente fica imaginando um mundo monocromático. Como seria? Aguentaríamos viver?

    Apesar de não concordar com algumas coisas, bela resenha a sua!

    ResponderExcluir
  27. Vi o livro, adorei a capa e a sinopse. Não conhecia o autor e tampouco sabia que era seu romance de estreia. Li algumas páginas, mas confesso que achei a narrativa cansativa. Tudo é muito adjetivado, e alguns diálogos são bem confusos. Se eu tiver coragem e paciência, terminarei de ler, afinal, já comprei. Mas confesso que me decepcionei logo nas primeiras páginas! Parabéns pela resenha, deveria tê-la lido antes de jogar dinheiro fora!

    ResponderExcluir
  28. Eu li o primeiro capítulo e o segundo... e depois não queria mais ler o livro. Nada na história me chamou atenção, nada me prendeu e me fez querer mais... não gosto de livros assim. Me arrependi de ter comprado.

    ResponderExcluir
  29. Para quem gosta de ler, viaja, sonha e imagina estar na história é um livro muito bom sim.
    Quem aprecia livros e não só uma capa bonita sabe apreciar o que se le...

    ResponderExcluir
  30. Vi esse livro hoje na livraria, e agora com a sua resenha fiquei com mais vontade de ler.

    Gostei muito do blog!

    Abs, Iza

    Caderno de Resenhas

    ResponderExcluir
  31. Ola! Ja li esse livro e até gostei. A historia é bonita, as personagens Ida e Midas sao bem "humanas", quero dizer, nao sao as pessoas perfeitas e belas retratadas em romances cliches. Para quem gosta de fantasia, como eu, é um prato cheio, mas ja vou avisando... pessoas impacientes odiarao este livro. Falo isso pq a leitura é demasiadamente cansativa e alguns detalhes retratados sao totalmente dispensaveis. Nao esta entre meus livros favoritos, mas se eu voltasse ao passado certamente o leria novamente. ;D

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL