target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

“DESTINOS AO VENTO” (Hannah Howell)

Quando Maldie abriu a boca para protestar, um beijo a calou. Apesar de saber estar cortejando o perigo, a pressão da língua imperiosa dissolveu todos os seus receios. Não tinha forças para recusar a carícia.
Num impulso incontrolável, enlaçou-o pelo pescoço e estreitou o contato de seus corpos. Assombrava-a que um simples beijo pudesse incendiá-los, levando-os a agir como animais no cio. Ainda beijando-a avidamente, Balfour a imprensou contra a parede da torre inacabada, obrigando-a a sentir o pulsar de seu corpo rígido.

“Destinos ao Vento” é o primeiro livro da saga Terras Altas escrita pela autora Hannah Howell. Um romance de emoções intensas, onde os personagens são orgulhosos e estão envolvidos com vingança, disputas e paixões arrasadoras.
~~~*~~~
Seu pai, Beaton, era o “senhor de um clã”, marido infiel e um canalha. Sua mãe fora usada e abandonada após dar à luz a uma menina. A atitude vil de Beaton destruiu a reputação e a vida de sua mãe. Em seu leito de morte, Maldie Kirkcaldy jurou vingança, e agora, o momento de fazer justiça havia chegado…

Mas Beaton não era odiado apenas por sua bastarda, ele alimentava a ódio de seu próprio povo e de clãs rivais. Seu maior rival era o clã Murray, onde a ira e disputas eram travadas há mais de dez anos.

Balfour era o líder do clã Murray, e estava prestes a travar mais uma batalha contra o maior inimigo de sua família. Seu meio-irmão, Eric, havia sido sequestrado por Beaton, e ele não poderia admitir tal ofensa. Porém, incitado pela fúria, ele se precpitou. Balfour e seu clã foram atraídos para uma armadilha. Nigel fora gravemente ferido e bater em retirada foi a única alternativa.

Durante o retorno para suas terras, Donncoill, algo inesperado aconteceu. Uma jovem mulher, de cabelos escuros e lindos olhos verdes, interrompeu a marcha dos guerreiros de Balfour. Ela conhecia as propriedades curativas das plantas e ervas, e se ofereceu para tratar dos ferimentos de seu irmão.
Contrariando as advertências de Nigel e de seu mestre de armas, Balfour a levou para Donncoill. Ninguém a conhecia, aquela mulher poderia ser uma espiã. Mas no momento em que Balfour colocou os olhos em Maldie, ele perdeu toda prudência e razão. Só conseguia pensar em seu próprio desejo e que a teria a qualquer custo.

Maldie precisava de ajuda para cumprir sua missão de vingança, mas jamais poderia revelar aos Murray quem realmente era. Porém, seus planos não estavam saindo como planejado, ela não esperava se sentir perdidamente atraída por Balfour.

Balfour estava inseguro. Afinal, ela era uma estranha e ele nada sabia de seu passado ou suas reais intenções. Mesmo apaixonado, Balfour não poderia entregar seu coração a Maldie.
Atormentados por segredos e dúvidas, ambos terão que enfrentar seus medos antes de viverem a paixão que os consome.
~~~*~~~
Faz algum tempo que a saga Terras Altas está na minha lista de leitura, e estou muito contente por, finalmente, conhecê-la. Destinos ao Vento é marcado por personagens decididos, de personalidade forte e, muitas vezes, teimosos e orgulhosos. Estas características tornam os protagonistas mais humanos e eu me identifiquei muito com eles, principalmente com Maldie.
Maldie Kirkcaldy é uma mulher que teve uma vida humilde, sofrida e que um terrível fardo lhe foi imposto. Um juramento feito em um leito de morte, que pode marcar e sua vida para sempre.

Balfour é um homem que exala virilidade, porém é inseguro e sempre se ressentiu da beleza marcante de seu irmão Nigel. Sua baixa autoestima o levou a tomar atitudes precipitadas e pôr em risco sua grande paixão. Em vários momentos a teimosia e o orgulho ferido de Balfour me irritaram. Fiquei muito brava com ele. kkk

Howell se dedicou à caracterização dos personagens, seus ideais, dificuldades em enfrentar novas emoções e o orgulho de assumir seus erros. Porém, achei que a descrição do ambiente foi rasa. Se torna óbvio que a história é ambientada na Escócia devido as referências dos personagens ao país. Porém, não encontramos as descrições dos homens vestindo seus Kilts, beberrões e arruaceiros; e dos costumes do povo. Senti falta daquele clima de encantamento e sedução das Highlands. A história é muito gostosa, mas se passa quase totalmente dentro de ambientes fechados.

Mesmo assim, “Destinos ao Vento” foi um maravilhoso início de série. Um romance descontraído e envolvente, que só consegui largar depois de ler a última página.

Howell, Hanna. Destinos ao Vento. Nova Cultural, 2006. 314 p. ( Saga Terras Altas, Vol. 1/ CHE 251)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL