target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

“CAIXA DE PÁSSAROS” (Josh Malerman)

Eles vão acabar nos alcançando, disse Don. Não há porque pensar de outra forma. É o fim dos tempos, pessoal. E, se o problema for uma criatura que nossos cérebros não são capazes de entender, merecemos isso. Sempre supus que o fim viria da nossa própria estupidez.
p. 110
~~~*~~~
Há alguma coisa lá fora... Algo aterrorizante que não deve ser visto. Basta uma olhadela e a pessoa é levada a cometer atos de violência mortal. Ninguém sabe o que provoca isso ou de onde veio.

As portas estão sempre trancadas. Cobertores tapam as janelas das casas. A internet não funciona mais. Nem o telefone. Os sobreviventes não sabem em quem confiar. Não se pode mais sair às ruas sem uma venda nos olhos. Há algo do lado de fora. Algo que não pode ser visto, que enlouquece as pessoas e as leva a cometer atos violentos seguidos de suicídio.­Abrigada com duas crianças, Garoto e Menina, em uma casa abandonada próxima de um rio no Michigan e obrigada a sair sempre com os olhos cobertos, Malorie logo aprende a realizar tarefas, e inclusive a percorrer distâncias mais longas, às cegas.
O surgimento de uma misteriosa neblina faz com que ela decida finalmente deixar a casa e embarcar com a família numa arriscada jornada, de olhos vendados, e confiando apenas em sua perspicácia e no ouvido treinado dos filhos. Mas do que eles estão fugindo e onde pretendem recomeçar a vida?­

Quatro anos antes, Malorie fez parte de um grupo liderado por Tom, seu amigo leal, e formado por pessoas que não se conheciam, mas que se uniram para resistir ao terror oculto, na tentativa de criar certa ordem a partir do caos. Contudo, quando os suprimentos chegaram perto da escassez, eles foram obrigados a ser arriscar do lado de fora e a confrontar a pergunta derradeira:em um mundo que enlouqueceu, em quem se pode realmente confiar?
~~~*~~~
Há alguma coisa lá fora… não abra os olhos. 

Sou fã de thrillers com uma pitada de terror e foi a ideia que a frase citada acima transmite que despertou minha curiosidade sobre Caixa de Pássaros, estreia do autor Josh Malerman. Um mundo pós apocalíptico, onde o sentido da visão pode ser o gatilho para a loucura e morte. O tema é ótimo e a história repleta de tensão.

Esse é um livro difícil de resenhar, pois qualquer detalhe revelado pode diminuir as surpresas do leitor. Por isso, não vou me ater muito ao enredo, apenas em minhas impressões.
Apesar de Caixa de Pássaros não ser perfeito, li em uma sentada. O enredo possui detalhes inconsistentes, mal formulados e pouco convincentes, porém eu achei a ideia tão intrigante que não me importei muito com os furos e eventos sem sentido. Valeu mais pela diversão.

Imaginar pessoas enlouquecendo, matando e suicidando-se porque viram algo, é perturbador. Ao longo do livro não sabemos o que está provocando esse efeito nas pessoas, estamos vendados da mesma forma que os personagens. Então, como lutar contra uma força, criatura ou entidade, que você não sabe o que é, de onde veio e não pode abrir os olhos para enfrentá-la? A ideia é aterrorizante, mas o livro não provoca tal sensação. Caixa de Pássaros é tenso e angustiante, mas não acho que se enquadra na categoria do terror. 

A narrativa do autor é simples, de fácil entendimento e consegue manter o leitor interessado do início ao fim, porém a construção dos personagens e o fio condutor da trama são um tanto rasos. Levo em consideração o fato dou autor ser um estreante, entretanto fiquei com a sensação de que a ideia poderia ter sido amadurecida um pouco mais. Fica tudo muito no ar e o leitor é quem deve tirar suas próprias conclusões.
Seriam seres alienígenas, alguma entidade maligna, uma força além de nossa compreensão ou apenas um caso de histeria coletiva? Especular a causa do caos é inevitável e formulei teorias do início ao fim, entretanto nada do que imaginei se confirmou no final. 

O desfecho é um balde de água fria! Então, não espere respostas para seus questionamentos. O autor não revela a fonte ou a causa dessa loucura toda, nem se há uma chance de reverter a situação e salvar a humanidade. Confesso que foi frustrante chegar ao fim do livro e ver minhas expectativas por revelações não serem atingidas. Não sei qual a intensão do leitor… deixar a solução a cargo da imaginação de cada leitor ou uma brecha para uma futura continuação. Eu gostaria de uma continuação, pois quero respostas!

Enfim, Caixa de pássaros é um livro intrigante, tenso e com cenas angustiantes. Uma ótima pedida para fãs de thrillers repletos de suspense e um mistério impossível de desvendar.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL