target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

“FALE!” (Laurie Halse Anderson)

Está cada vez mais difícil de falar. A minha garganta ferida, os meus lábios em carne viva. Quando acordo de manhã, o maxilar está tão contraído que me dá dor de cabeça… Sempre que tento
conversar com meus pais ou um professor, balbucio ou congelo. O que tem de errado comigo? É como se eu tivesse algum tipo de laringite espasmódica.
p. 67
~~~~*~~~
É o primeiro dia de aula no ensino médio, e Melinda Sordino já sente-se deslocada. Por onde passa, é atravessada por olhares de reprovação, cochichos e risadinhas nada discretas. Suas amigas resolveram lhe dar um gelo. Parece que a amizade não era tão sincera como imaginou, afinal.
Melinda descobriu que iniciou as aulas já como uma excluída. Ela não tem nem mesmo com quem se sentar.
O que fez foi tão errado assim?

No final do verão passado, Melinda e suas amigas foram em uma festa organizada pelas cheerleaders, com música, cerveja e alunos do último ano. Após essa festa, Melinda jamais seria a mesma. Algo terrível aconteceu, e sem saber como agir… chamou a polícia. Esse dia marcou um “antes” e um “depois” na vida de Melinda.

Agora, isolada e hostilizada pelos colegas, Melinda se transforma numa garota retraída e amarga. Já que ninguém estava interessado em saber o que ela tinha dizer, decidiu se calar. Não havia sentido em falar o que ninguém estava disposto a ouvir…

Porém Melinda está ciente de que precisa seguir em frente. Descobre nas aulas de arte um meio de se expressar e enfrentar os fantasmas do passado. Finalmente, Melinda Sordino encontra sua voz…
~~~~*~~~
Romances juvenis que abordam os conflitos adolescentes costumeiros – paixões, a primeira vez, a escolha da profissão, relacionamento com os pais, etc. – são fáceis de encontrar. Entretanto, vez ou outra, nos deparamos com histórias cujo autor decide pôr em pauta assuntos indigestos ou desafiar tabus sociais. Fale! de Laurie Halse Anderson é um desses livros. 
O bullying escolar está se tornando um assunto frequente entre o gênero, porém Fale! possui um enfoque ligeiramente diferente – o que faz toda diferença. Aqui, a violência psicológica e suas repercussões não são descritas como foco da trama, e sim, consequências de um evento. Melinda, nossa protagonista, é uma adolescente que é hostilizada no colégio porque arruinou uma festa de alunos veteranos – na verdade ela ligou para a polícia e provocou, inclusive, a detenção de colegas. Depois disso, Melinda começou a ser vista como uma pária. Amigas de infância passaram a ignorá-la, outros alunos a ridicularizavam e aos poucos Melinda se retrai. 

Fale! conta a história de uma garota que sofreu um trauma e não soube como lidar com o ocorrido. É sobre como a falta de apoio e suporte pode levar uma jovem que sempre teve uma vida social normal, se tornar uma pessoa isolada dentro de si. Melinda perdeu o ânimo para falar e se relacionar com as pessoas que a rodeavam. Seu desempenho escolar despencou e, quanto maior o silencio de Melinda... mais os colegas se afastavam dela. Um ciclo vicioso que a corroía por dentro. O único escape da personagem era durante as aulas de arte. É ali que Melinda tenta expressar seus sentimentos.

O mais interessante é que a história é contada, principalmente, através dos pensamentos e reflexões da protagonista, pois ela fala muito pouco. Melinda tem uma linguagem própria, e uma visão sarcástica sobre a vida escolar e os tabus que permeiam esse meio.
O que achei muito bacana é que autora não descreve Melinda como uma garota que se entregou a dor. Sim, ela está sofrendo, mas deseja superar os problemas. Mesmo sendo hostilizada ela continua a frequentar a escola, tenta melhorar suas notas e seguir em frente. O livro é bem curtinho, mas a autora apresentou uma boa evolução no quadro emocional da personagem. 

A narrativa de Anderson é muito realista. Confesso que Fale! me provocou revolta em alguns momentos e compaixão em outros. Não vou dizer o motivo por trás dos problemas de Melinda, pois seria spoiler, mas é algo com uma enorme carga psicológica e emocional.
Fale! foi escrito há mais de dez anos, mas o tema abordado continua atual. Apesar de ser voltado ao público juvenil, o livro não apresenta uma história leve, pelo contrário… é bem espinhoso. Em contrapartida, traz uma bela mensagem de superação. 

Anderson, Laurie Halse. Fale!. Valentina, 2013. 248 p.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL