target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

“EASY” (Tammara Webber)

“Amor não é a ausência de lógica
mas a lógica examinada e recalculada
aquecida e curvada para se encaixar
dentro dos contornos do coração.”
p. 209
~~~*~~~
Há poucas semanas, Jacqueline não poderia imaginar que sua vida seria virada de cabeça para baixo. O cara que ela namorava há três anos havia terminado o relacionamento para que pudesse sair transando com outras garotas sem se sentir culpado. Ela não podia acreditar que aquilo estivesse acontecendo. Jacqueline havia largado tudo para segui-lo, abandou seus planos achando que seria parte dos dele, e agora havia sido chutada.

Passou duas semanas se lamentando, sem forças para encarar seu ex-namorado na aula de economia. Matéria, alias, que ela havia se matriculado apenas para ficar ainda mais a seu lado. Agora, corria o risco de ser reprovada. Estava atrasada nas aulas e havia perdido uma prova importante. Sua nova realidade não era nada inspiradora…

Tentando tirá-la dessa fase depressiva, sua companheira de quarto a convida para uma festa de Halloween. Mesmo sentindo-se deslocada, ela aceita. Porém decide sair mais cedo.  No estacionamento, Jacqueline é ataca por um colega de seu ex. Mas antes que a agressão seja consumada, ela é salva por um desconhecido. Lucas, um cara lindo e mistérios que seria difícil de esquecer dali pra frente.

Lucas aparenta ser um bad boy… tatuado, com um piercing no lábio e terrivelmente sexy. No entanto, é extremamente sensível e atencioso. É impossível ficar indiferente a ele, e mesmo que tentasse… Jacqueline não conseguiria se afastar. Lucas parece estar em todos os lugares.

Aos poucos Jacqueline percebe que Lucas não é apenas um rostinho bonito. Ele tem seus próprios demônios para enfrentar, e esconde dolorosos segredos.
Somente juntos serão capazes de superar a dor e a culpa e, assim, abrir seus corações para o amor.
~~~*~~~
Depois de ler inúmeras resenhas apaixonadas sobre Easy – romance New Adult de Tammara Webber – não resisti e o coloquei no topo da minha lista de leituras. Particularmente, quando minhas expectativas são altas, as histórias tendem a se mostrar menos interessantes do que o esperado. Entretanto, Easy é merecedor de todos os elogios que recebeu.

Easy, apresenta um romance delicado, porém envolto em uma enorme carga emocional. Violência sexual é um assunto que deve ser tratado com tato, porém sem melindres. A autora faz isso muito bem. O estupro é abordado de forma aberta, e exposto principalmente sob o olhar da vítima - já que a narrativa é em primeira pessoa.

A escrita é fluida, mas mantém um ritmo constante… compassado. Com exceção do abalo emocional sofrido por Jacqueline e o passado misterioso de Lucas, Easy não apresenta cenas voltadas a provocar muita tensão. O leitor é conduzido através de um texto que aborda assuntos pesados, e ao mesmo tempo mantém a atmosfera juvenil que permeia o ambiente universitário.

Uma das características do enredo que me agradou muito, foi a evolução do romance entre o casal protagonista. Aqui, não há paixões instantâneas, desejos incontroláveis ou sexo avassalador. Tudo ocorre de forma gradativa e muito natural – sem pressa, primando o conhecimento e respeitando o “tempo” de cada envolvido no relacionamento.
Os personagens criados por Webber crescem ao longo da história, tanto emocional como psicologicamente. A evolução pessoal, o autoconhecimento adquirido e o amadurecimento, são fatores que tornaram a trama mais crível e envolvente. A história transmite uma visão bem realista sobre a instabilidade emocional que a violência sexual pode acarretar, mas aborda também como esse trauma pode ser superado.

Tenho apenas uma crítica a fazer. Não gostei do fato da autora protelar ao máximo uma ação da vítima contra seu agressor. Para mim, isso jamais poderia ocorrer, ainda mais com uma justificativa tão banal como a apresentada pela autora. E o pior, dar abertura para que o agressor ataque novamente. É claro que nessas situações vários fatores estão envolvidos: medo, vergonha da exposição, dúvidas e pressão de todos os lados. Mesmo assim, isso me incomodou bastante.

Por outro lado, uma mensagem que fica bem clara ao leitor é a necessidade de um recomeço, de sermos independentes e de não conduzirmos nossas vidas em função de outrem. E o mais importante… Easy é enfático ao eximir a mulher de qualquer tipo de culpa que ela possa sentir em relação ao estupro.

Se eu recomendo? Claro que, sim. Easy é imperdível para os fãs de New Adult.

Webber, Tammara. Easy. Verus, 2013. 305 p.


Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL