target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

“ALMANOVA” (Jodi Meadows)

(…) Sem dúvida, eu não era um erro, um grande ooops, foi sem querer que custara a alguém a própria imortalidade, e afundara a todos os outros na dor da perda.
p. 26
~~~*~~~
O que é uma alma se não uma consciência que nasce e renasce? As almas são sensíveis, uma essência nascida em um novo corpo, quando o antigo perece. Mas a consciência se mantem intacta, e cada geração é recordada.

Havia um milhão de almas em Range; agora, porém, eram um milhão menos uma. Uma das antigas almas faleceu e não retornou. Em seu lugar uma alma que não nascera antes veio ao mundo. Nesse momento, todas as verdades que as pessoas acreditavam foram postas em dúvida... De onde essa alma viera? O que aconteceu com a alma que não reencarnou? Foi substituída? Outras almas poderiam também desaparecer?

Essa nova alma foi chamada de Ana. Por não entenderem o motivo do nascimento de uma nova alma, Ana é hostilizada pela mãe e rejeitada pela sociedade. Assim, Ana é afastada do convívio social. Foi-lhe ensinado que ela é uma sem-alma, por isso seria incapaz de ter sentimentos verdadeiros e que provavelmente não reencarnaria como as outras pessoas. Seria verdade?

Em seu décimo oitavo aniversário, Ana decide partir e encontrar respostas para sua existência. Ela planeja ir até a cidade de Heart para procurar alguma pista sobre a razão de ter nascido. Deseja saber de onde veio e se um dia reencarnará.

Nessa jornada, Ana enfrenta muitas provações e quase perde a vida. É salva por Sam, um rapaz de sua idade, mas que já reencarnou centena de vezes. 
Juntos, eles chegam a Heart, contudo os moradores temem sua presença e o que ela pode significar. Mais uma vez, Ana encontra o repúdio e a descriminação no olhar das pessoas.

Mas Ana está disposta a tudo para desvendar o erro que lhe deu a vida de outra pessoa. Mas será que essa busca ameaçará a paz de Heart? Sua presença pode destruir a promessa de imortalidade de todos? 
~~~*~~~
Almanova é o primeiro volume da trilogia Incarnate de Jodi Meadows. Iniciei a leitura desmotivada com o tema reencarnação, mas posso afirmar que fui surpreendida pela trama. O livro é focado nos conceitos de existência, evolução e novos desafios, mas sem aquele “papo cabeça” chato.

Jodi Meadows criou um universo diferente e inusitado, onde as pessoas reencarnam sucessivamente. Renascem com a lembrança e experiências de suas vidas passadas, mantendo uma existência padronizada e com a certeza da imortalidade. As “almas” reencarnam em um corpo diferente, às vezes de sexo diferente, mas existem certas características que nunca mudam, como as habilidades e talentos.
Outro detalhe bacana da história é que a autora criou um mundo fantástico, onde existem dragões, sílfides, centauros e outras criaturas mitológicas.

Nesse lugar, o número de “almas” é fixo e a cada nascimento sabe-se quem é o indivíduo que está vindo ao mundo. Fiquei um tanto angustiada quando parei para pensar nessa ideia. Particularmente, seria extremamente frustrante e desmotivador ter uma mente de milhares de anos num corpo de criança, por exemplo. Ou saber que seu filho foi um desafeto numa vida passada.

A narrativa de Meadows possui um tom poético, com belas descrições e aborda temas que levam a reflexão. Tudo isso sem perder a fluidez e cativando o leitor. Os personagens são bem construídos, mas confesso que alguns me causaram certo estranhamento. Faz parte do conceito da trama, mas achei esquisito ler sobre crianças e adolescentes que possuem maturidade, conhecimentos e experiências acumuladas ao longo de centenas de reencarnações. Sabe quando o corpo do personagem não condiz com sua mente? São jovens de alma velha.

Ana – nossa protagonista – é diferente. Por ser uma “almanova” e nunca ter reencarnado, tudo é novo para ela. Ana é uma personagem forte e determinada, que luta pelos seus objetivos. Porém, ela me tirou do sério em vários momentos. Por sempre ter sido mal tratada por todos, ela é desconfiada demais e está sempre na defensiva. Ela não sabe reconhecer a bondade e a simpatia das pessoas. Ao longo do livro essa atitude fez a personagem parecer cheia de melindres e frescura. Ana conseguiu ser uma chata de galocha! 
De bônus, a autora introduziu um romance na trama. Um relacionamento que cresce aos poucos e com algumas barreiras a serem superadas. Tanto Ana quanto Sam precisam vencer seus preconceitos antes de se entregarem ao amor.

O enredo de Almanova é original, interessante e muito envolvente. Em meio a tantos romances jovem-adulto mais do mesmo, é muito bom encontrar algo diferente.

Meadows, Jodi. Almanova. Valentina, 2013. 288 p. (Incarnate, Vol. 1)


Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL