target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 7 de junho de 2010

"A MÃO ESQUERDA DE DEUS" ( Paul Hoffman)

Um mensageiro em um mundo sombrio. Um lugar oculto por brumas densas e geladas, onde o que prevalece é a tirania e a opressão. Um jovem, um garoto que quebrou todas as regras, que veio para varrer a perversidade que paira sobre a face da terra. E quando chegar a sua hora... você também conhecerá o anjo da morte.

"A mão esquerda de Deus" nos leva em uma violenta viagem em busca da liberdade e sobrevivência, onde experimentamos uma realidade distorcida e distante de tudo que conhecemos. Mesclando elementos ora assustadores, ora emocionantes, Paul Hoffman nos apresenta um mundo repleto de fantasia e aventura.
****

Para quem vive ali...não há esperança. Ou você é forte, ou morre.
Trata-se de um lugar sujo e fedorento, e aqueles que são levados para lá não vão de livre e espontânea vontade. Somente garotos com menos de 10 anos são arrastados para esse lugar desolado.
É praticamente impossível fugir do labirinto de corredores, ou ultrapassar os muros do Santuário dos Redentores. Seu nome é uma mentira! Ali há medo, fome, e terror, mas nunca há redenção.

Parado em um desses corredores, um garoto olha pela janela. Tem entre 14 ou 15 anos, nem ele sabe com certeza, e não se lembra de seu verdadeiro nome. Ali, ele é chamado de Thomas Cale.
Foi treinado incesantemente na arte da guerra, e descobriu que tem uma capacidade incomum para matar e para elaborar estratégias de combate. Para os Lordes Redentores, ele seria muito útil na luta contra a heresia.
Em um dia comum, enquanto cumpria com suas obrigações, Cale presenciou um ato terrível. Um crime hediondo que, inevitavelmente, provocou sua ira. Embora por razões nobres, ele também acaba cometendo um crime. Agora, ele não tem mais escolha, precisa fugir do Santuário imediatamente.
Cale já tinha um plano, mas para que desse certo ele precisaria da ajuda de seus amigos.
Cale, Henri e Kleist conseguem ultrapassar os muros do santuário, mas o perigo os persegue sem trégua. Os Redentores jamais permitirão que Thomas Cale saia impune. Sua fuga dá início a uma caçada desesperadora, e que colocará todas as suas habilidades à prova.

Em sua jornada rumo à liberdade, Cale e seus amigos conhecem um mudo totalmente diferente. Tão cruel quanto o que estavam acostumados, porém menos miserável. Foram apresentados ao orgulho, a soberba, e a corrupção. Perceberam e experimentaram na pele a intolerância de homens comuns, e conheceram a extensão da crueldade dos Lordes Redentores
Porém, também encontraram amizade, confiança e amor. Mas nada disso é suficiente para aplacar a sede de sangue que Cale sente. A morte faz parte do seu ser, e ela pode levá-lo à ruína.

Cale ainda não sabe, mas seu futuro já está traçado. Uma voz na escuridão...profética. Ele pensou que tivesse livre arbítrio, mas foi escolhido há muito tempo. Ele sabe que possui um dom, ou talvez uma maldição, e suas escolhas mudarão a vida de muitos.
Cale acordou de seu sonho passageiro, a natureza dos homens e a traição de quem ama o fez perceber que não adianta lutar ou fugir.
Ele deve se entregar aos designios do destino e aceitar que veio ao mundo para ser a mão esquerda de Deus.
****
A Mão Esquerda de Deus é o primeiro livro da trilogia As Três Visões escrita pelo autor Paul Hoffman. Não se deixe enganar pela classificação juvenil, eu garanto que o livro vai surpreender, e "muito", os leitores adultos. Quando iniciei a leitura pensei que o livro fosse só mais uma trama de fantasia, e ele é, mas também se encaixa perfeitamente no gênero épico militar. Quem acompanha meu blog sabe que eu sou apaixonada por épicos.

A narrativa de Paul Hoffman não poupa o leitor nas descrições das batalhas, torturas, e assassinatos. O autor não trata os leitores adolescentes como crianças inocentes, pelo contrário, ele escreve de forma pungente, e não tenta disfarçar os momentos perturbadores.
É difícil encontrar um livro que me desafie, mas esse conseguiu me deixar intrigada, e às vezes confusa. Por quê?
Você não sabe exatamente onde a trama acontece, ou em que época. Estamos no nosso mundo ou não?
A história se passa em uma era medieval, com espadas, arco e flecha, luzes de velas e todas as dificuldades que a época impunha. Porém, percebemos resquícios da nossa civilização, temos um déjà-vu do mundo que conhecemos. Paul Hoffman nos apresenta uma realidade alternativa da conhecida idade média, ele criou um mundo completamente novo, e muitas vezes, para o leitor, esse mundo se torna estranho e incompreensível.

O Santuário dos Redentores lembra um mosteiro, mas na realidade é uma espécie de prisão e campo de treinamento, onde os meninos que ali vivem são submetidos a torturas e privações. Lá, eles são convertidos à verdadeira fé, porém essa conversão não é espontânea, e sim, na base da tirania. Os acólitos, como são chamados esses meninos, são induzidos a acreditar que os Lordes Redentores são os porta-vozes do Deus único e verdadeiro, e que precisam ser fortes física e emocionalmentena para lutarem contra supostos hereges.
Mas o Santuário dos Redentores não ensina somente a fé. Lá, são "criados" os guerreiros mais implacáveis e destemidos. O treinamento é duro e doloroso, mas as habilidades de cada garoto são extraídas ao máximo, e Cale é o melhor.

Os personagens são bem caracterizados, com seus pensamentos e anseios bem descritos. Cale é um garoto aparentemente comum, ou foi antes de ser levado para viver entre os Redentores. Todo o sofrimento e medo que passou o transformaram de forma permanente. Thomas Cale não é um personagem carismático, ele é assustador, mas você não consegue se desprender do garoto, ele te agarra e te arrasta até a última página.

Os personagens secundários também possuem um papel importante na trama. Cale tem dois companheiros inseparáveis. Henri é um amigo fiel, está sempre ao lado de Cale para o que der vier. É especialista em guerrear usando "bestas" como arma de combate, e ele também é um dos melhores no que faz.
Kleist não é amigo de Cale, na verdade eles apenas se suportam, andam juntos porque é conveniente para ambos. Kleist é o melhor arqueiro que Cale já viu.
Imagine esses três andando juntos...só arrumam confusão.

Sem contar os Materazzi. Estes, são membros de uma família muito poderosa, que construíram um verdadeiro império. Possuem um ego do tamanho da lua, e se acham os Reis da cocada preta. Porém, Cale vai lhes dar uma boa lição.

Bem...já deu para perceber que eu adorei o livro. Meu único pesar é o final, infelizmente minhas perguntas não foram respondidas.
Porque Cale é a mão esquerda de Deus? É uma profecia ou uma alucinação de um homem louco? Ele é mesmo um assassino por natureza, ou é criação de um bando de fanáticos religiosos?
Eu sei que é uma trilogia, mas esse desfecho é muito cruel. Eu quero saber o que vai acontecer com Cale!!
Mas não tem jeito, as repostas ficarão para o próximo livro.

Eu tô que não me aguento,"A mão esquerda de Deus" ecoou em minha mente por horas a fio. Até sonhei com o livro.

Leiam! Eu só espero que vocês gostem tanto quanto eu.

Hoffman, Paul. A mão esquerda de Deus. Objetiva, 2010. 328p. (As três visões, Vol.1)

26 comentários:

  1. Adorei a resenha.
    Nossa, arrepiei. Esse livro deve ser muito, mais muito bom mesmo.
    Quero ler, mas aff, não vou aguentar ler só o primeiro e ficar cheia de perguntas na cabeça, rsrsrsr.
    Será que aguento esperar pelo lançamento de todos? kk.
    beijos.

    ResponderExcluir
  2. Ei Hérida,

    Eu já estava doida para ler, agora estou babando no livro rsrsrs. Pena que termina no ar, isso me da uma agonia, e já vi q vou gostar de Cale mesmo ele não sendo um bom menino e do seu amigo Henri.

    Só pela capa fantástica e pelo book trailer eu ja tinha me apaixonado...e o meu que não chega aiai

    Adorei a resenha :)

    bjoo

    ResponderExcluir
  3. Doida por esse livro e para que meu exemplar chegue logo!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Hérida
    Estou morrendo de vontade de ler esse livro, parece ser super interessante..bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Acabei de conhecer esse livro. Ele parece ser muito bom,mas não é violento? Não sou muito fã de sangue. kkk
    Parabéns pelo blog
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Sua empolgação me deixou empolgada também. Essa parece ser um tipo de leitura diferente das minhas leituras habituais. Mais mistério, suspense, emoção. E também adoro filmes que me deixam intrigada e pensativa por muito tempo isso só mostra o quanto ele foi bom!

    Vou a procura!
    Bjoo.

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    Esse livro parece mesmo diferente. Eu tbm gosto de épicos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Hérida!

    Uau! sua resenha me impressionou!

    E estou doida para ler esse livro, mas o meu não que não chega, mas estou aguardando...

    Ele já me chamou a atenção pela capa e pelo book trailer... Nem quero ver qual será a minha reação ao lê-lo! (risos).

    Adoro livros desse gênero, ainda mais nesse mundo medieval! :)

    Sei que vou adorar!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. preciso ler esse livro depois desse post. Fiquei super curiosa e já vi diversas vezes na livraria
    vou comprar com certeza

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu sou fã de livros de fantasia. Sua resenha me deixou com vontade ler este livro.
    abraço

    ResponderExcluir
  11. o livro é muito bom mais acho q o autor poderia ter sido muito mais criativo, e não ter copiado tantas coisas da vida real.
    alguem sabe dizer qndo vem o 2 livro?

    ResponderExcluir
  12. Já li, o livro é muito bom! Sensasional pra dizer a verdade, você começa a ler e não consegue mais parar. A pergunta é: Quando chega o proximo!?

    ResponderExcluir
  13. Olá! eu acabei de ler o livro e estou apaixonada por Cale, apesar de ser cruel e impiedosos ele é simplesmente encantador,a seu modo, mas mesmo assim estou ansiosissima para as continuações.

    ResponderExcluir
  14. Eu comprei este livro, mas não deixei de por o selo de troca caso resolva escolher outro.
    Gostaria que me respondesse:
    *Esse livro é demoniaco?
    *Cale mata inocentes?
    *Há muitas mortes e sangue?

    obs:Pois se alguma das respostas for sim eu não o lerei.

    obs2:Acabei de ler "A SOMBRA DO VENTO" e decididamente o recomendo, é incrível.(suspense, drama, aventura, etc. é incrível)

    ResponderExcluir
  15. Sr. Anonimo: Não sei o que você quer dizer com demoniaco, mas acredito que não. O livro não faz referencia ao demônio.
    Se Cale mata inocentes? Depende do ponto de vista, se vc considerar que matar durante uma batalha ou guerra é matar incentes...
    Sim, há mortes e sangue no livro. Afinal, ele é o anjo da morte.

    Um conselho sem compromisso: esqueça seus preconceitos, leia o livro tendo em mente que é uma história de ficção. Nada é real, nem mesmo o mundo onde Cale vive é real. É FANTASIA! Eu nunca leio nada levando em conta minhas opiniões pessoais, sempre encaro um livro como sendo mais uma história, mesmo que ela tenha semelhaças com a vida real.
    Arrisque-se. Leia, quem sabe vc não é surpreendido.
    Abraço

    ResponderExcluir
  16. Muito grata pelo conselho, vou seguí-lo.
    Acho que está certa...É nescessário ler um
    livro até o fim para julgá-lo, não é?
    valeu.

    ResponderExcluir
  17. Nossa, terminei de ler o livro agora e realmente ele é ótimo! Sua resenha passa o sentimento exatamente igual ao do livro! Parabéns pelo blog e por suas resenhas!
    abraços

    ResponderExcluir
  18. Depois desta descrição fiquei meio que...... arrebatado com o livro, devo dizer que esta resenha me conquistou, o livro vai ser o top da minha lista de aquisição. E devo dizer que, parabéns pelo blog,você o fez com maestria.

    ResponderExcluir
  19. Sua resenha está muito boa, mas por ser uma triologia, as respostas só virão com os outros dois livros, eu to vasculhando a net procurando mais informaçoes
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Olá querida, Cale é a Mão esquerda de Deus... Por que segundo historiadores tudo que fica do lado esquerdo de Deus representa o mal.. e Cale por ser um assassino.. representa o lado do mal...

    ResponderExcluir
  21. Li o livro antes de ler a super resenha da Hérida. Adquiri o livro em virtude do título. O mais interessante e intrigante é a impossibilidade de determinar o lugar e o tempo no qual a narração se passa.
    O livro é interessante, mas espero que os próximos tenham narrativas superiores a do primeiro!

    ResponderExcluir
  22. Esse livro é demais,eu nunca fui fã da leitura,ate que fui numa livraria por um acaso,e na prateleira onde estava o Livro Crepusculo esta tambem este A Mão esquerda de Deus.Me interessei e comprei,não terminei de ler ainda,mas só sei que este é o primeiro livro na minha vida que me prende lê-lo inteiro.E eu adoro quando fica com gostinho de quero mais,não vejo a hora de lançar o proximo livro,que por sinal será só ano que vem.

    ResponderExcluir
  23. No final do livro, o Redentor Bosco fala que quando ele estava no deserto, ele teve 3 visões em que aparecia a mãe do Redentor Enforcado, uma delas dizia que ele iria encontrar um garoto incomum, diferente, e que ele se tornaria a mão esquerda de Deus, matando as pessoas ruins, foi isso o que entendi sobre o Cale ser chamado de a mão esquerda de Deus.

    ResponderExcluir
  24. Boa Tarde. Você esta de parabens pela resenha.
    Acabei de ler esse livro hoje. Achei um máximo.
    E realmente fica varias perguntas sem respostas.
    *O que é a mão esquerda de Deus?
    *Porque Thomas Cale é a Mão esquerda de Deus?
    *Onde ele estava antes de ser levado para o Santuário?
    *Realmente o livro não tem magias e encantos como o Harry Potter, mas será que vai continuar assim? Já que estamos falando de Um Anjo da Morte...
    Andei pesquisando sobre o titulo do livro.
    A mão esquerda de Deus quer dizer a mão mais pesada "mão do castigo".

    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  25. Boa Tarde. Você esta de parabens pela resenha.
    Acabei de ler esse livro hoje. Achei um máximo.
    E realmente fica varias perguntas sem respostas.
    *O que é a mão esquerda de Deus?
    *Porque Thomas Cale é a Mão esquerda de Deus?
    *Onde ele estava antes de ser levado para o Santuário?
    *Realmente o livro não tem magias e encantos como o Harry Potter, mas será que vai continuar assim? Já que estamos falando de Um Anjo da Morte...
    Andei pesquisando sobre o titulo do livro.
    A mão esquerda de Deus quer dizer a mão mais pesada "mão do castigo".

    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  26. Ainda lendo ... e completamente apaixonada por Cale !!!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL