target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

"A PIRÂMiDE VERMELHA" (Rick Riordan)

Não aprendeu nada sobre o Egito? 
Historias conflitantes podem ser igualmente verdadeiras. O Sol é uma bola de fogo no espaço, sim. Mas a imagem que você vê quando ele cruza o céu, o calor gerador de vida e a luz derramada sobre a terra, isso era personificado por Rá. O sol era seu trono, sua fonte de força e de poder, seu espírito. Mas agora Rá se retirou para o céu. Ele dorme, e o Sol é só o Sol. O barco de Rá já não viaja em seu ciclo pelo Duat. Ele  não ilumina  mais a escuridão, e os mortos sentem intensamente sua ausência.
Pag. 297
~~~*~~~
O Dr. Július Kane era um egiptólogo excepcional, viúvo e pai de dois filhos, Carter Kane e Sadie Kane. Desde os oito anos, quando sua mãe faleceu, Carter e seu pai viajam pelo mundo, principalmente para o Egito. Ele não frequentou uma escola e sua casa é uma mala. Sua irmã, Sadie, mora em Londres com seus avós maternos. Ela cresceu nos colégios britânicos enquanto Carter viajava.
O Dr. Kane só podia passar dois dias por ano com Sadie - um no inverno e um no verão. E foi em um desses dias que tudo aconteceu.

Era véspera de Natal e nesse dia o Dr. Kane estava agitado e parecia muito preocupado. Eles estavam em Londres e juntos foram visitar o British Museum.
Aquele seria apenas mais um passeio ao museu, nada fora do normal, isso se...o Dr. Kane não tivesse explodido uma relíquia egípcia, a Pedra de Roseta. Tudo aconteceu rápido demais, mas Carter e Sadie presenciaram algo terrível. A pedra de Roseta libertou os "cinco" e, entre eles, aquele que desejava espalhar o caos pela terra, o Lorde Vermelho...o deus do Egito Antigo, Set.
O dr. Kane foi aprisionado em um sarcófago por Set e, a partir desse dia, Carter e Sadie nunca mais seriam os mesmos. Eles descobriram que eram descendentes dos grandes Faraós, que tinham os poderes dos magos, que podiam hospedar deuses em seus corpos, e assim, se tornarem deuses menores.
O deus libertado, Set, desejava invocar o caos e a destruição. Ele queria reinar e estava disposto a destruir o mundo para sentar no trono que outrora fora de Osíris.
Os humanos não deveriam invocar e usar os poderes dos deuses, mas agora era tarde demais. A desobediência do egiptólogo chamou a atenção dos magos da Casa da Vida, que há mais de dois mil anos controlam e mantém os deuses banidos. Os magos caçariam os Kane até destruí-los.

Para libertar seu pai e salvar o mundo da destruição, Carter e Sadie, atravessarão portais, viajarão ao mundo dos mortos, receberão os conselhos e a ajuda dos antigos deuses, despertarão para a magia de seus ancestrais, e finalmente, descobrirão que o verdadeiro poder vem da harmonia e do equilíbrio.
~~~*~~~
Déjà vu. Essa foi a primeira impressão que tive ao ler "A Pirâmide Vermelha", o primeiro livro da série As Crônicas dos Kane, escrita por Rick Riordan. Inicialmente as semelhanças na trama com "Percy Jackson e os Olimpianos" incomodam. Riordan continuou com a receita de sucesso...adolescentes que descobrem que são descendentes de entidades divinas, aprendem que possuem poderes e que dominam a magia, são perseguidos por deuses malignos e que devem usar suas habilidades para salvar o mundo. 
Mas A Pirâmide Vermelha se supera no desenvolvimento e na construção da trama, nos relatos emocionantes da mitologia egípcia e na fluidez da narrativa. "A Pirâmide Vermelha" tem mais conteúdo descritivo e sua estrutura é mais complexa.
A história é contada como uma transcrição de um registro digital, e os protagonistas, Carter Kane e Sadie Kane, intercalam a narrativa a cada dois capítulos. Assim, acompanhamos o ponto de vista de  dois personagens com personalidades totalmente diferentes.

Carter é mais velho, um garoto de 14 anos sério e responsável. Viajou pelo mundo com seu pai, mas sempre desejou levar uma vida comum...ir para a escola e jogar basquete.
Sadie é a caçula, uma menina de 12 anos que se destaca pela impetuosidade e perspicácia. Diferente de seu irmão, ela foi criada pelos avós e levava a vida de uma adolescente comum, mas o que ela queria era poder conhecer melhor seu pai e viajar pelo mundo. Ou seja, cada um gostaria de viver as experiências do outro.
Um detalhe muito interessante é a abordagem do autor relacionada as diferenças na aparência física entre os irmãos. Carter é moreno escuro, adquiriu as características afro descendentes de seu pai, já Sadie  é clara, possui olhos azuis e cabelos cor de caramelo. Através dessa peculiaridade o autor aborda sutilmente a questão do preconceito e da discriminação.

O que mais fascina no livro é a mitologia e os relatos da cultura e crença egípcia. Não há como ficar indiferente aos rituais e à representação dos deuses.
"A Pirâmide Vermelha" é um livro cheio de mistério, magia e muita aventura. Leia e viaje pelo mundo em busca dos milenares segredos egípcios.

Riodan, Rick. A Pirâmide Vermelha. Intrínseca, 2010. 445 p. (série As Crônicas dos Kane, Vol. 1)
 

19 comentários:

  1. Excelente resenha quero muito ler este livro.

    Sempre Lendo

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Parece ser bem legal. Ele já está na minha pilha de leituras.

    bjokas

    ResponderExcluir
  3. Adoro histórias sobre o Egito, estou lendo uma saga velhinha os livros de Ramsés, apesar de ser das antigas e meio chatinha eu gosto.

    Nãi li Percy Jackson, mas me interessei por esse. Será que ainda aguento livro infantil???
    =)

    ResponderExcluir
  4. Ei Hérida,

    O meu só chegou ontem mas estou doida para ler, todo mundo está falando maravilhas da série nova aiai

    bjoo

    ResponderExcluir
  5. geeeeeeeeeeeeeente, preciso desse livro com urgência. já amo o estilo Riordan de escrever, e ainda mais falando do EGITO!! A mitologia egipcia é a que eu mais gosto, acho super maneiro! e já tenho certeza absoluta que vou adorar!
    beijocas

    ResponderExcluir
  6. Hérida, gostei DEMAIS do livro!
    Concordo com vc que Riordan repetiu a fórmula do sucesso, porém, A Pirâmide Vermelha é mais profundo e bem amarrado.
    Bjks
    Alê

    ResponderExcluir
  7. Oi, Hérida.

    O meu livro está aqui, só esperando para ser lido!

    Só de ler a contracapa e as orelhas, já fiquei fascinada, porque sou apaixonada pelo Egito, mistérios e adorei a linguagem que é deliciosa, através dos poucos trechinhos que li e sei que vou amar!

    Mal posso esperar p/ ler!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Realmente parece com o Percy(que eu num li). Mas acho que esse é o lance do Rick, como vc falou adolescentes que descobrem que não são adolescentes normais e tals, e faz sucesso né!
    Boa dica pro pessoal da aventura!
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Não vale!!!!!
    Só posso dizer que já queria e depois da sua resenha quero mais aindaaaaaaaaa.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Egito!!! Um tema nova finalmente... nada de vampiros, bruxos, lobisomens, anjos e seres mitologicos! hehehe nao que eu tenha nada contra (muito pelo contrario!) mas é sempre bom variar, n eh mesmo?! :D

    dá uma passadinha no meu blog que te indiquei para uma brincadeira! :D

    beijooos

    ResponderExcluir
  11. Também quero muito ler esse livro, já está na lista prioritária com certeza!!
    Adorei sua resenha e agora fiquei mais curiosa ainda para acompanhar essa aventura. Adoro o Egito antigo!!
    Bjos.

    ResponderExcluir
  12. Adooooooooooooorei
    Rick arraza neah
    quero mt mt mt lerrr *-*

    ResponderExcluir
  13. Hum... Já li um romance que se passava no egito e não gostei muito. Mas, não é bom generalizar, principalmente por ser uma cultura diferente e certamente muito interessante.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Hérida!
    Eita... eu ainda nem li Percy Jackson, e já estão lançando uma nova série do Riordan.
    Sou fascinada por Mitologia, adoro o Egito antigo... tão curioso.
    Mas um que vai para a listinha!

    Bjus
    Boa Semana!^^

    ResponderExcluir
  15. ei Hérida, eu li esse livro e amei. Sou apaixonada com a história do Egito, então o livro foi uma experiência maravilhosa para mim, quero os outros livros, logo. ^^

    beijos.

    ResponderExcluir
  16. A primeira vez q vi esse livro me apaixonei pela capa, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha dele. E acho que agora não gostei apenas da capa mais também de sua história, um novo ambiente para uma aventura..x

    ResponderExcluir
  17. Sério que você achou esse livro melhor do que o Percy Jackson?? un...eu terei que discordar..achei a mudança de narradores chata, achei uma leitura cansativa..
    Pela cultura Grega ser mais conhecida aqui no ocidente, eu acho que ele pode ousar mais, dar mais graça, fazer uma narrativa mais leve...

    A cultura egípcia é praticamente desconhecida de mta gente..então eu achei que ele perdeu mais tempo 'ensinando' sobre, do que realmente criando uma história em cima, entende??
    O que ele fala no livro eu acho na wikipédia.
    COm o Percy Jackson eu acho que ele conseguiu explorar mais..não sei..

    Mas de qualquer forma, eu recomendo o livro.No todo ele é legal, tem umas partes bem engraçadas..Acho que vai de cada um mesmo!

    bjos

    ResponderExcluir
  18. Para os que como eu gostam de aventuras mitológicas no Egito, indico, pois amei,"O Sétimo Papiro" de Wilbur Smith. Não sei já tem resenha resenha aqui, mas vale muito esta aventura, eu não conseguia parar de ler. Um Abraço.Fernanda S.

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL