target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 20 de julho de 2011

“GAROTA, TRADUZIDA” (Jean Kwok)

Diz um ditado chinês que as Parcas são ventos que sopram de todos os ângulos, empurrando-nos pelas trilhas do tempo. Aqueles que têm força de vontade podem lutar contra o vendaval e, possivelmente, escolher seu próprio caminho; os fracos vão para onde são soprados. No meu caso fui menos empurrada pelos ventos que impulsionada por minhas decisões. E, durante o tempo todo, ansiei por coisas que não poderia ter. Quando parecia que tudo o que eu sempre desejara estava finalmente ao meu alcance, tomei uma decisão que mudou o rumo da minha vida.

“Garota, Traduzida” é um romance inspirado na vida da própria autora, Jean Kwok. Uma história que nos transporta para dentro de uma realidade dura…a do trabalho árduo para vencer em um país estranho, dos sonhos utópicos, das oportunidades que surgem inesperadamente e da repercussão de nossas escolhas.
~~~*~~~
Kimberly Chang estava com 11 anos quando deixou Hong Kong e se mudou para Nova York. Em seus sonhos de menina, ela imaginou visitar as luminosas lojas de departamentos e ver de perto a orgulhosa “Deusa da Liberdade”. Mas a medida que avançava cidade a dentro, as ruas se tornaram mais sujas e os prédios um amontoado de concreto e tijolos grafitados. Kim e sua mãe iriam morar no Brooklyn, subúrbio de Nova York.

Com a ajuda de Tia Paula, elas teriam moradia e emprego. Mas a ilusão logo se desfez…
O apartamento cedido por Tia Paula era um pulgueiro, com janelas quebradas, sem aquecimento e infestado de baratas e camundongos. Um local abandonado e prestes a ser demolido. Mas a esperança residia em seus corações, se elas trabalhassem duro…tudo ficaria bem. O idioma era um obstáculo e, mesmo desconhecendo o inglês, Kim inicia seus estudos na escola pública do bairro.

Durante as manhãs, ela se dedica a superar suas barreiras e revela-se uma aluna dedicada e muito inteligente. Mas, após a escola, Kim ajuda sua mãe na fábrica de confecção de roupas da Tia Paula. A rotina de trabalho é árdua e os prazos para finalizá-lo impraticáveis, mas Kim não desanima de seu objetivo…vencer nos EUA.

Dia após dia, Kimberly trava uma batalha contra as privações que lhe foram impostas, mas graças a sua inteligência e perspicácia ela conquista uma chance de mudar seu futuro. O destino ainda testaria seus limites e uma dolorosa decisão lhe seria imposta. Kim teria que escolher entre o amor e a realização de um sonho. Dolorosamente, ela descobriria que toda conquista vem acompanhada de uma renúncia e, por melhor que fossem suas escolhas, sempre haveria a dúvida sobre o caminho que optara.
~~~*~~~
Iniciei “Garota, Traduzida” sem muitas expectativas, pois esse não é o gênero literário que estou habituada a ler. Mas posso garantir que o livro não me decepcionou, foi uma leitura rápida e prazerosa.

Kim narra a história com muita simpatia e força. Ela é uma garota determinada e dotada de uma inteligência ímpar. Fiquei encantada com o amor e respeito que ela demonstra pela mãe e horrorizada com o tratamento que elas receberam. Porém, por mais que a vida de Kim e sua mãe tenha sido difícil no início, sob um olhar abrangente, não posso deixar de pensar que ela foi uma privilegiada.

É claro que ela teve que lutar, mas suas conquistas foram inacreditavelmente rápidas. Ela conseguiu oportunidades que nem os próprios americanos nativos sonham em alcançar. Como? Bem…kim é brilhante, tem uma facilidade excepcional em apreender informações, e quando somos privilegiados com inteligência as portas se abrem com mais facilidade.

Kimberly teve que se sacrificar fisicamente, manter um trabalho praticamente escravo para conseguir sobreviver em Nova York e viver sob condições miseráveis. Mas intelectualmente, ela não precisou se esforçar. Ela simplesmente teve que mostrar do que era capaz e o resto se desenrolou naturalmente.

Mesmo Kim tendo sido presenteada com a inteligência, ela não estava livre de cometer erros e agir como uma adolescente comum. Ela teve que aprender a fazer escolhas; alguns caminhos foram fáceis de seguir e outros foram dolorosos e carregados de culpa. Mas isso faz parte da vida, não é? Todos estamos sujeitos a nos deparar com uma encruzilhada vez ou outra na vida. 
“Garota, Traduzida” é uma história singular e traz lições de vida únicas.

Kwok, Jean. Garota, Traduzida. Suma de Letras, 2011. 240 p. 

22 comentários:

  1. Nossa, estou muito afim de ler esse livro. Domingo vou na livraria comprar algum, tenho um lista e esse é um dos primeiros, parece ser super bacana mesmo.

    Adorei seu blog, tem clima quente de lareira.

    ResponderExcluir
  2. Oi Hérida!
    Esse livro não é do tipo que eu também costumo dar preferência na leitura, mas até que eu fiquei bastante curiosa. Adoro histórias de superação e que mostram o esforço dos personagens. Entrou para a lista dos que eu quero!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Adoro livros assim. Já foi p/ lista.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Amo livros assim, na verdade de qual livro que eu não gosto. kkkkk
    beijos
    http://www.falandosobrealgo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Hérida, adorei a resenha, e fiquei muito interessada em ler o livro. Quando eu terminar a pilha que já tenho, e tiver comprado e lido os tops na minha lista, vou tentar comprá-lo também.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Fiquei bastante interessada no enredo do livro, de verdade! Ultimamente tenho me sentido bem atraída por histórias que envolvam escolhas, rumos a serem tomados, talvez pelo momento em que estou atualmente. Mas, ignorando o meu "eu", o livro parece mesmo ser muito bom, eu o leria certamente.

    bj,
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ei Hérida,

    Também não é o estilo que eu costumo ler, mas gostei muito da resenha e do livro quando chegou para mim rs. Capa é bem legal, devo ler em breve ^^

    P.S: Qual o seu da Rocco? rs

    bjos
    Nanda

    ResponderExcluir
  8. Não sei viu Hérida, as vezes o livro me soa muito sofrido e "auto-ajuda" de ser =x

    ResponderExcluir
  9. Aaaah, sabe aquele livro que você quer ler, mas ele não te atrai tantoooo? Estou assim com “Garota, Traduzida”.
    Quem sabe mais pra frente eu não consiga ler, parece ser um bom livro!

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Adorei essa resenha e esse livro veio bem a calhar para mim, pois sonho em viver fora do país! Leitura quase que obrigatória, não?
    bjos

    ResponderExcluir
  11. Oi Herida!!!
    Antes de ler sua resenha eu com certeza diria que esse livro passaria longe da minha lista. Porém após ler seu relato fiquei curiosa. Quero saber quais foram as decisões que Kim precisou tomar e para onde isso a levou.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oi, Hérida.

    Fiquei surpresa com o mote desse livro.

    Adoro ler gêneros diferenciados e, sempre gosto de livros meio autobiográficos, que acabam sendo engrandecedores e ao mesmo tempo inspiradores em sua essência.

    A capa é adorável e agradeço por indica-lo!

    Dica anotada!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Não é o tipo de livro que eu escolho pra ler nas férias, mas possa dar uma olhada agora rs
    Ótima resenha!
    Bjs

    Mikaela
    Pérolas e Pipocas

    ResponderExcluir
  14. Ah! adorei o mote do livro. J'tinha visto esse livro, mas não dei muita bola p/ ele. Agora, eu fiquei curiosa. rsrs
    BJs

    ResponderExcluir
  15. Hérida, sua resenha é a segunda que leio sobre o livro, e agora que estou começando a me interessar pela história...
    Confesso que o título e a sinopse do livro não tinham me chamado a atenção, mas a capa estar linda.... Apesar de eclética quanto a leitura, esse gênero também não estou habituda em ler...
    Enfim, o livro parece legal! Uma história de lição de vida...
    Adorei a resenha!

    bjuss

    ResponderExcluir
  16. Nossa adorei...
    não gosto muito do gênero mas vou abrir uma exceção

    ResponderExcluir
  17. O livro parece bem interessante =D

    Desculpa por andar sumida!
    Adoro seu blog, bj!

    www.falandodelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Olá, Hérida!!
    Só para variar, adorei a resenha!!
    Pude ter uma excelente idéia do que se trata o livro e justamente por isso vou deixá-lo fora da minha lista! Isso porque o livro me pareceu denso, daqueles que pedem bastante atenção e tempo na leitura!! Ultimamente não estou com tanto tempo assim! Mas vou anotar a dica! Quem sabe no futuro!
    beijos
    Camila - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  19. Posso dizer que não estava botando muita fé no livro..porque não é meu tipo de leitura, so por isso.
    E quando li, fiquei apaixonada pelo personagem, pelas descrições que me deram uma agonia e não podia fazer nada..
    Mas o livro é muito bom, eu gostei,
    beijos.

    ResponderExcluir
  20. Vi esse livro na Saraiva alguns dias atrás.. Já tinha visto resenha e me interessei bastante!^^
    Assim que tiver dinheiro disponível vou comprar!^^

    Beijos!

    Mariana Sampaio
    Blog Tijolinhos de Papel

    ResponderExcluir
  21. Thank you for posting this review of my book! I appreciate all of the comments (even though I can't actually read them...) and I've linked this to my Facebook fan page:

    https://www.facebook.com/pages/Jean-Kwok/213583280524

    All my best,
    Jean

    ResponderExcluir
  22. Just also want to say that I had many Brazilian friends when I lived in NYC!

    Best,
    Jean

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL