target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

“ASSASSIN’S CREED – RENASCENÇA” (Oliver Bowden)

Seu mundo tinha acabado de ser destruído… Segurando a cabeça nas mãos, caiu no choro – incapaz de controlar a explosão de tristeza, medo e ódio… Seus olhos estavam injetados, um sentimento inflexível de vingança os atravessava.
Naquele momento, Ezio soube que sua vida anterior havia acabado – Ezio, o garoto, não existia mais. Dali por diante, sua vida estava baseada em um único objetivo: Vingança.
Pag. 60

Assassin’s Creed – Renascença é o primeiro romance adaptado da franquia de jogos homônima, escrita por Oliver Bowden. O livro explora a história por trás do bem-sucedido título e leva o leitor em uma ventura na Itália do século XV. Conheça a trajetória de um jovem que assistiu de mãos atadas a destruição de sua família e jurou vingança.
~~~*~~~
Florença, no ano de Nosso Senhor de 1476, não era o lugar mais seguro para se estar ao ar livre depois do anoitecer. A lua havia se erguido soberana no céu e banhava uma silhueta vestida de negro – um jovem de apenas 17 anos, porém alto e orgulhoso. Ezio Auditore era um encrenqueiro e mais uma vez estava prestes a travar uma batalha com seu maior inimigo, Vieri de’Pazzi. Naquele momento Ezio pensou que, o máximo de tumulto em sua vida, seria uma briga de rua e alguns hematomas. Ledo engano, poucos dias depois a vida que ele conhecia estaria terminada para sempre.

Sua família fora acusada de traição. Os Auditore foram desonrados por uma mentira infame e Ezio foi o único que conseguiu escapar das mãos dos caluniadores. Agora, caberia a ele provar a inocência, restaurar a honra de seu pai e desmantelar uma enorme rede de conspiração.
Em sua busca por vingança, Ezio descobre que está destinado a seguir os passos de seu pai. Sua família faz parte de uma irmandade secular…A Ordem dos Assassinos. Agora, além de vingança, ele estava fadado a destruir homens que eram um cancro no mundo.

Rapidamente o nome de Ezio se tornou conhecido e temido. Para seus aliados ele era a esperança de justiça e uma força contra a corrupção e tirania. Para seus inimigos, ele representava a morte…uma ameaça a ser destruída.

Ezio Auditore é um assassino e através de suas mãos a verdade será escrita com sangue...
~~~*~~~
Confesso que meu interesse em ler "Assassin’s Creed – Renascença" não foi por ser uma adaptação do jogo, mas por ser uma história ambientada na Itália Renascentista. Quem acompanha o blog sabe que sou fã de romances históricos, mas quando a trama é ambientada nas cidades italianas minha paixão chega a níveis insuportáveis. Se você também gosta desse período, conheça ótimos livros AQUI, AQUI , AQUI e AQUI.

Alguns leitores não gostam de romances históricos devido à narrativa, que muitas vezes é rebuscada e descritiva. Porém, eu garanto que esse não é o caso de Assassin’s Creed. A escrita é muito simples, descomplicada e a leitura avança com muita agilidade. Esse tipo de narrativa será muito atrativa para leitores que não possuem o hábito de ler épicos. Porém, os amantes do gênero irão estranhar a escrita simplória, pois sentimos uma certa descaracterização da época.

Até a metade do livro o ritmo e a evolução são excelentes, mas em um dado momento a trama começa a ficar atropelada. De um capítulo para outro se passam anos, porém a história não acompanha essa evolução no tempo de forma adequada.

Os personagens são muito carismáticos e encontramos algumas personalidades conhecidas, como Nicolau Maquiavel e Leonardo da Vinci, além de famílias importantes como os Médici e Borgia. Da Vinci tem uma participação importante no desenrolar da trama.

O desfecho me pegou de surpresa, pois não esperava que fortes elementos de fantasia e mitologia fossem introduzidos em um romance histórico. Foi bem interessante, mas estranhei um pouco o final.

“Assassin’s Creed – Renascença” é uma busca incansável por reparação, repleto de batalhas sangrentas. Para os fãs de ação e para os leitores que querem se aventurar com um épico histórico leve, o livro é uma ótima pedida.

Bowden, Oliver. Assassin’s Creed – Renascença. Galera Record, 2011. 378 p. (Assassin’s Creed, Vol. 1)

20 comentários:

  1. Parece ser um livro legal, mas com algumas reservas, né??
    A sinopse é bem interessante e capa lindona...
    Acho que vou ler... nunca li nada desse período, anotei as dicas...

    beijos,
    Dé...

    ResponderExcluir
  2. Eu tbm gosto de históricos hérida! Mas nunca li nada da Renascença. O livro parece ser muito legal.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu sou super fã do jogo. Se a história for a mesma o livro deve ser bom.

    ResponderExcluir
  4. Eu achei bem legal o fato de fazerem em livro uma adaptação de um jogo. Já vi filmes assim, mas, pode até ser ignorância, livros eu não conhecia.
    A história parece interessante, e gostaria de ler, se não tivesse tanta coisa acumulada.

    Beijos
    Conjunto da Obra

    ResponderExcluir
  5. Ei Hérida,

    Sei não, eu tinha ficado muito interessada no livro quando lançou pela capa e pq fiquei curiosa com a adaptação do jogo.

    Mas não senti aquela empolgação sua dos livros que vc gosta rs, este acho que vou passar.

    bjs
    Nanda

    ResponderExcluir
  6. Adoro os jogos da série Assassins Creed, estou super ansiosa pelos livros!!!!

    ResponderExcluir
  7. Eu estou doisa para ler esse livro, até já comprei... A conheço o jogo!
    Hérida, a sua é a primeira resenha que leio, mas eu agora fiquei um pouquinho na dúvida agora...
    Bem, eu vou ler e espero gostar! Pelo menos, é um tipo de histórico que eu gosto e não espero muito "realismo" com o fator histórico...


    bjuss

    ResponderExcluir
  8. Hérida!
    Que livro é esse, por Deus!!
    A capa é maravilhosa, o enredo passado no século XV, assassinatos, mistério... uauuuuu!! Tudo de bom!
    Adorei!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Acho que pode ser uma boa leitura, principalmente pra quem já conhece o jogo, assim tem uma ideia do que vai encontrar no livro, e evita surpresas muito grandes.
    Também adoro a Itália Renascentista, e como gosto de jogo, acho que pode ser uma boa sugestão. Já sabendo que o livro é mais direto. E portanto diferente de outros romances históricos.

    ResponderExcluir
  10. Ezio é o meu personagem preferido dos games!!
    Estou doida pra ler esse livro, mas procurei por aí e descobri que tem vários livros, então vou esperar que todos sejam lançados em português!!

    ^^

    @joelmaalves

    ResponderExcluir
  11. oi Hérida,
    esse livro me interessou, gostaria de ler. Curto muito livros históricos. ^^
    Adorei a capa, ainda vou ler, mas não vou criar muitas expectativas. ^^

    beijos.

    ResponderExcluir
  12. Eu amo o jogo sou grande fã da serie, pra quem gosta de violencia ele é ideial XD

    Segundo o pouco que li ta igual ao jogo as mesmas, falas, cenas, só muda que no jogo não é tãoooo aprofundado no personagem Enzio, mas o livro parece conta exatamente essa falta dele no jogo.

    E perfeito \o/ sem sombra de dúvida.

    ResponderExcluir
  13. Oi Hérida!!!
    Adoro romances históricos e fiquei bastante curiosa para saber melhor sobre o desenrolar dessa trama.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi Hérida,
    Não é segredo que eu leio bastante, mas o que pouca gente sabe é que sou fanática por vídeo game! E poder unir minhas duas paixões é o máximo!! Esse livro, baseado nos jogos de vídeo game, é sensacional!!
    Beijos
    Camila - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  15. Hérida, esse livro também me interessou muito!!! Primeiro por ser uma adaptação do jogo - que é muito interessante - e segundo por ser um romance histórico!
    Eu já espero que alguns elementos fantástico e futuristas sejam mesclados na história, justamente por causa do jogo =)
    Agora, a parte de embolar um pouco a história no meio me deixa preocupada sim >< Não gosto quando fico boiando (alguém gosta?). Ainda assim quero ler o livro \o/

    ResponderExcluir
  16. Hérida, nossa eu não conhecia esse livro. Fiquei encantada com sua resenha :-)

    ResponderExcluir
  17. Não é que o final é surpreendente, mas sim que o jogo (e portanto, o livro) seguem o desenrolar da mitologia do jogo.

    ResponderExcluir
  18. É baseado nos jogos, por isso a mitologia está presente, mas mesmo para quem não jogou, é uma delícia. Eu gostei mais do Fratellanza, que é o próximo, estou esperando sair o terceiro em italiano (nada como ler na língua certa).

    Sua resenha foi perfeita, parabéns!

    ResponderExcluir
  19. Tipo de livro que eu acho que vou amar!! Adoro batalhas, aventura, épocas mais antigas..vou add ele na lista do skoob. Amei! Bjuss

    ResponderExcluir
  20. Eu MORRO de vontade de jogar os games da série "Assassin's Creed", mas como não tenho um vídeo game de última geração nem um PC turbinado, acabo ficando só na vontade mesmo. Quem sabe o livro não mata um pouco da minha curiosidade... Aventura + Itália renascentista = Epic Win! :-D

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL