target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

“STAR-CROSSED”– Romeu & Julieta (Rachael Wing)

O seu rosto se aproxima do rosto de Chris. Você sorri com a ideia de que está para juntar os lábios ao dele pela primeira vez. Imagina a sensação que vai experimentar. Chega a estremecer. As mãos dele tocam a sua face. Você sente o coração bater tão depressa que tem medo que ele se canse e pare. Mas isso não acontece. Você aperta os lábios contra o dele e, de olhos fechados, entrega-se por completo àquele beijo gostoso. É a glória…
Pág. 73

Quem nunca ouviu falar do drama escrito por William Shakespeare? Star-Crossed: Romeu & Julieta, escrito pela autora Rachael Wing, é um romance doce; que reinventa de forma jovial a trágica história de amor entre Romeu & Julieta.  Imagine uma garota de 15 anos fascinada pela história desses dois personagens e, quando menos espera, percebe que caiu em uma armadilha do destino. Será possível viver plenamente um amor proibido? Hoje eu convido você, querido leitor, a acompanhar Jen Anderson em Star-Crossed.
~~~*~~~
As aulas de Inglês eram monótonas. Jen Anderson não entendia porque tinha que estudar aquilo, ela costumava ouvir seu MP3 e viajar enquanto a professora tentava chamar a atenção da classe. Mas naquele dia, mesmo com todo o barulho de costume, Jen ouviu o que a professora dizia. “O Departamento de Inglês decidiu encenar uma peça”. Mas não era qualquer peça de teatro, era a “sua” peça. Romeu & Julieta era uma das paixões secretas de Jen. Ela sempre desejou atuar e  agora teria sua chance. E o melhor, em uma obra de Shakespeare.

Ela sabia tudo sobre a peça e, para o teste, escolheu um monólogo de uma das mais lendárias vítimas do amor… Julieta. Quando terminou de proclamá-lo, pelos olhares embasbacados, Jen soube que o papel principal era dela.
Mas nem tudo são flores: sua alegria pela conquista logo foi ofuscada por uma notícia terrível. Romeu…o seu Romeu seria interpretado por ninguém menos que Chris Banner. O mesmo Chris cuja família vinha insultando, desafiando e prejudicando a dela há vinte e cinco anos! Jen não podia acreditar… O Chris Banner que ela odiava?

Mas Jen não deixaria que isso a impedisse de realizar seu sonho. Ela seria Julieta a qualquer custo! Mas antes, ela teria de fazer um enorme exercício de autocontrole para não acabar com a raça de Chris Banner. Ele era irritante demais, mas também era lindo e charmoso… O quê? Jen estava achando seu maior inimigo bonito?

Com a proximidade forçada, Jen começou a perceber que o “seu” Romeu não era tão detestável assim. Mas ela não esperava ter de enfrentar novos sentimentos nessa etapa de sua vida. Enquanto tentava entender suas novas emoções, Jen pensou que seu mundo iria ruir. Ela se sentia uma traidora de sua própria família, mas também quase flutuava de tanta felicidade quando olhava para Chris. Será que Jen e Chris teriam chance de viver essa paixão ou, afinal, tudo terminaria em tragédia?
~~~*~~~
Sou culpada...confesso que Julguei o livro pela capa! Quando vi, imaginei uma história infantil...para menininhas. Star-Crossed: Romeu & Julieta foi uma leitura deliciosa! Leve, descontraída, com uma aura de inocência que me fez relembrar da minha adolescência. Sabe aquela época em que enxergamos a vida através de lentes cor-de-rosa? Fiquei nostálgica... rsrs

Star-Crossed realmente foi escrito por uma adolescente, Rachael Wing tinha apenas 14 anos quando escreveu o livro. Talvez seja por isso que as decisões e atitudes de Jen tenham me parecido tão reais. Aqueles rompantes de fúria motivados por situações insignificantes, preocupações com coisas banais e aquela mania de ser rebelde e arisca. Eu adorei experimentar uma visão teen do que é dramático. 

Também foi muito gostoso ver o amadurecimento dos protagonistas, desde os conflitos emocionais que Jen enfrentou até a descoberta do amor. Hummm…..há uma cena, em um baile à fantasia, tão fofa que meus olhos brilharam. rsrs

Uma característica muito interessante do livro é a narrativa. A forma como a protagonista se apresenta ao leitor  me provocou estranheza no início, mas depois a leitura fluiu muito bem. Jen utiliza o pronome de tratamento ”você” para contar a própria história. Como assim? Leiam o trecho retirado do livro no início do post, é impossível não perceber o uso do “você” pela personagem ao narrar suas próprias ações.
Ah…também adorei os diálogos carregados de ironia e humor. Jen é uma figura!

— Não, Christopher, não há nada de errado comigo, mas obrigada pela preocupação. Você é que me parece um pouco “vermelho”… O que vai usar como cara quando aquele babuíno pedir a bunda de volta?
Pág. 28

Não posso deixar de comentar sobre os capítulos que se passam na década de 1970, e contam a história dos pais de Jen e Chris. Como eles se conheceram, ficaram amigos e depois como tudo desandou. Rachael Wing foi muito cuidadosa ao elaborar o enredo, ela justificou o presente dos personagens criando uma história de base no passado. Mas é claro que é tudo muito leve e sem excesso de violência. Minha única crítica é em relação ao desfecho. Achei superficial e um tanto frustrante.

Star-Crossed: Romeu & Julieta foi uma leitura muito gostosa e divertida. Iniciei o livro com a mente cheia e o fechei me sentindo leve. Valeu pelos ótimos momentos de descontração.

Wing, Rachael. Star-Crossed: Romeu & Julieta. Fundamento, 2011. 170 p. 

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL