target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

“PRÍNCIPE SOMBRIO” (Christine Feehan)

Eles não são humanos. Uma raça dotada de poderes e sensualidade originária das montanhas dos Cárpatos, Romênia. Eles dominam a magia e estão intimamente ligados à natureza, onde a terra é sua fonte de vida. Se alimentam de sangue, mas não são assassinos. Respeitam e protegem a vida humana.

Mesmo sendo imortais, sua espécie está em risco de extinção. Não há mulheres suficientes e os bebês que nascem dificilmente sobrevivem ao primeiro ano de vida.
Para os homens dos Cárpatos a longevidade é uma maldição; após os 200 anos de vida eles perdem seus sentimentos e as cores desaparecem de seus sentidos. Uma batalha, contra as sombras e a besta que ameaça dominá-los, é constantemente travada. Para os Cárpatos só há duas opções: encontrar sua verdadeira companheira ou sucumbir ao desejo de matar e tornar-se um vampiro.
~~~*~~~
Não podia enganar-se por mais tempo. Não suportava mais. Os livros que tanto amava não afugentavam mais a solidão de sua existência. Seu mundo não tinha mais cor e há séculos não sentia emoções. Ele era feito de terra e rocha.

Raven Whitney é uma mulher com habilidades psíquicas que auxilia a polícia na caça de criminosos humanos. Após um caso difícil e extenuante, decidiu descansar em um lugar tranquilo. O local escolhido foi as montanhas da Romênia. Procurava paz e sossego, mas seu dom não permitia que o silêncio reinasse. Onde quer que estivesse conseguia ouvir e perceber o sofrimento das pessoas. Naquela noite ela ouviu, sentiu sua dor e sua intenção de desistir da vida. Raven não pôde ficar indiferente a tanto sofrimento.

Mikhail Dubrinsky é o príncipe dos Cárpatos, o que deve zelar pelo bem de seu povo, dos humanos e caçar aqueles que se tornaram assassinos cruéis...se transformaram em vampiros. Quando a solidão se tornou insuportável e percebeu que estava a ponto de se entregar ao mal, decidiu dar fim à sua existência. Ele se entregaria ao sol. 

Foi nesse momento que algo impensável aconteceu. Uma voz infiltrou-se em sua mente.
Mikhail ficou rígido, só seus olhos carentes de alma se moviam com cautela,  farejando o perigo. Inspirou profundamente tentando localizar o intruso.
Deu-se conta de que continha o fôlego. Uma mulher humana penetrou em sua mente. Ele nunca imaginou que um humano fosse capaz de se comunicar como os de sua raça, telepaticamente. Tal possibilidade atiçou sua curiosidade e fúria. Afinal, se ela era capaz de ler seus pensamentos outros também seriam, e isso poderia colocar os Cárpatos em perigo. 
Mikhail  precisava encontrá-la e saber se ela representava uma ameaça. Mas ao vê-la percebeu algo que há séculos não vislumbrava...cores. Ficou extasiado ao ver os profundos olhos azuis daquela mulher. Foi tomado pela surpresa, pois isso só seria impossível se ela fosse sua verdadeira companheira. Ela era a luz em meio às sombras, a esperança de viver sem se entregar ao mal. Não pôde resistir à paixão e às emoções que ela conseguiu provocar. Mikhail não a deixaria jamais, ela seria sua por toda a eternidade. Finalmente sentia-se vivo. 

Mas Mikhail não podia deixar que o encontro de sua verdadeira companheira o distraísse dos perigos que rondavam seu povo. Humanos fanáticos caçavam os Cárpatos implacavelmente e o perigo estava mais próximo do que ele imaginava.
~~~*~~~
Príncipe Sombrio é o primeiro volume da série Os Cárpatos de Christine Feehan. O romance protagonizado por Mikhail Dubrinsky já foi resenhado no Lendo nas Entrelinhas, porém a versão que li foi a publicada em 99. Vale lembrar que a versão disponibilizada pela editora Universo dos Livros não é a mesma publicada originalmente. Ao leitor brasileiro está sendo oferecida uma versão estendida chamada Dark Prince: Author's Cut Special Edition. A diferença entre a versão comemorativa e a publicada em 1999, é o acréscimo de 100 páginas inéditas. (fonte: Romances in Pink)
Como o cerne da trama é praticamente o mesmo, decidi colocar aqui a mesma síntese da história de Dark Prince. Vou dedicar  esse espaço principalmente à analise da edição nacional.
Quem leu minha primeira resenha, AQUI, percebeu que eu adorei o livro. Meu sentimento em relação à série não mudou, pelo contrário, essa leitura só serviu para cimentar minha paixão por essa raça de vampiros que – além de fortes, possessivos e sensuais – são cavalheiros. Alguns leitores não gostaram dessa versão comemorativa, aparentemente porque o livro ficou repetitivo e maçante. Porém, eu não me incomodei com o texto mais extenso. Só estranhei alguns trechos que ficaram diferentes, como o ritual de união. Na realidade, eu adorei poder ficar um pouquinho mais ao lado de Mikhail e a releitura de Príncipe Sombrio foi deliciosa. Mas poderia ter sido muito melhor...

Infelizmente Príncipe Sombrio apresenta um festival de equívocos. Não vou enumerá-los aqui, mas existem desde erros de digitação e ortografia até troca de personagem. Um leitor mais exigente com certeza se incomodará com o texto mal revisado. Meu maior problema foi o aborrecimento que tais erros causaram, a leitura exigiu maior atenção e em alguns momentos fui obrigada a reler o mesmo trecho. Essa distração acabou retardando a leitura.

Apesar de estar entristecida com a falta de zelo na revisão de Príncipe Sombrio, não vou deixar de recomendá-lo. Gosto muito da narrativa de Christine Feehan e, principalmente, da trama sensual e romântica que ela construiu. A edição nacional está com problemas, mas a história de Os Cárpatos é maravilhosa!
Por enquanto, só me resta ter esperança de que os próximos livros da série serão tratados com mais carinho e cuidado.

Feehan, Christine. Príncipe Sombrio. Universo dos Livros, 2001. 464 p. (Os Cárpatos, Vol. 1)

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL