target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

“A PROFECIA DE NOSTRADAMUS” (Theresa Breslin)

Essas revelações… eram fonte de especulação e fascínio para o mundo e para mim. Por que meu coração acelerava quando eu olhava para aquelas páginas e lia aquelas palavras?… Eu lutava para compreender suas visões, despejadas em estado bruto de sua mente febril. Será que ele escrevia aquilo que via, o que ouvia, ou apenas o que imaginava?
Pág. 168
~~~*~~~
"Angústia e lamentação! Bebês serão arrancados do seio materno. Mortos a golpes de espada ou por espancamento. O povo tenta escapar, mas correm em vão. Os cadáveres se amontoarão pelas ruas e ninguém poderá fazer nada. O destino do rei está selado. Paris gritará de dor…"

Quando Nostradamus relata à corte francesa a profecia de um massacre que assolará as ruas de Paris, o rei Carlos não dá importância às suas palavras. Mas sua mãe – a rainha regente Catarina de Médici – acredita que o profeta realmente tem o dom da visão. O presságio é terrível demais para ser ignorado.

Enquanto disputas políticas e a hostilidade religiosas ameaçam a paz do reino, um menestrel tenta manter a si próprio e suas duas filhas longe das intrigas da corte. Assim como ele, a filha mais velha do menestrel, Chantele, não acredita na profecia. Mas Melisandre, não está totalmente convencida de que o profeta Nostradamus seja um charlatão.
O que Melisandre não esperava, é que o famoso mago também tivesse uma mensagem para ela – algo que mudaria sua vida para sempre…

Chantele está apaixonada por um cavaleiro e aguarda ansiosa pelo dia em que seu noivado será anunciado. Melisandre tem apenas treze anos e sua única paixão é a música. Mas quando Melchior – o tratador do leopardo do rei – chega à corte, ela começa a entender melhor o interesse de sua irmã por garotos. Porém, apesar de ser bonito e misterioso, Melchior não passava de um escravo. Mas nada disso teria importância, pois seus caminhos já haviam sido cruzados.

A maldade no coração de um homem trouxe a desgraça para o seio de sua família e Melisandre se vê enredada em um jogo de mentiras e intrigas. Com a ajuda de Melchior, Melisandre foge da corte, mas foi obrigada a deixar seu pai para trás. Sozinha e sem recursos, só há um lugar para onde pode ir… Melisandre vai até Nostradamus em busca de auxílio.
Mas, além de ajuda, ela acaba conseguindo muito mais. Melisandre conquista a confiança do profeta e é incumbida de uma missão de suma importância: proteger três pergaminhos cujas profecias revelam o futuro reservado à coroa francesa. Um segredo que a realeza está disposta a tudo para conhecer. Terá Melisandre forças suficientes para cumprir seu destino?
~~~*~~~
A Profecia de Nostradamus, escrito pela autora escocesa Theresa Breslin, me surpreendeu de inúmeras maneiras. Por ser um épico histórico juvenil, imaginei que seria um livro de pouco peso. Mas não. O romance possui uma trama bem tecida, com cenas impactantes e eventos que testam os limites dos personagens.

É obvio que não possui a mesma força e o derramamento de sangue que vemos nos romances adultos, mas A Profecia de Nostradamus não fica devendo nada aos amantes dos épicos históricos… a doença, a nobreza cruel, os assassinatos, os cercos, as batalhas, os massacres e o romance estão todos presentes, além do toque sobrenatural que fica por conta dos presságios. Na verdade, o que nos faz lembrar que estamos lendo um livro juvenil, são: a idade da protagonista, a facilidade com que os obstáculos são ultrapassados e a previsibilidade de alguns eventos. Mas nada disso desabona o livro, a trama apresenta cenas capazes de mexer com as emoções de muitos adultos.

O cenário bem descrito consegue transmitir muito bem as características da época, mas de uma forma leve e instigante. Não são descrições que cansam ou quebram o ritmo da leitura.
Ambientado na França do século XVI – entre os anos de 1566 a 1572 – acompanhamos o conflito religioso entre católicos e protestantes durante o reinado de Charles IX. É sob o olhar de Melisandre que os eventos que culminam no Massacre da noite de São Bartolomeu, Paris - agosto de 1572, são apresentados ao leitor. Theresa Breslin afirma que, embora o massacre realmente tenha ocorrido, os eventos narrados são fictícios. A autora acrescentou personagens, acontecimentos e as profecias para conduzir a história até seu desfecho.
Outro assunto também é abordado através das profecias de Nostradamus… De forma sutil, porém clara, Breslin traz à tona o desrespeito do homem pelos recursos naturais da Terra.

Os personagens são excelentes. Construídos com desvelo, tanto no aspecto físico e emocional quanto no caráter. Devido a pouca idade no início do livro, apenas treze anos, Melisandre transmite ingenuidade em sua narrativa. Mas com o decorrer da história a personagem amadurece e o tom do texto acompanha esse crescimento. O amor, a devoção pela família e sua paixão pela música, fazem de Melisandre uma personagem adorável.
Apesar do título, Nostradamus tem um papel secundário, onde as profecias servem como pano de fundo para levar a protagonista em sua jornada.

Adorei o livro e já estou planejando ler outro romance da autora, O Selo Médici. A Profecia de Nostradamus é uma excelente opção para apresentar os épicos históricos aos jovens leitores ou para quem está querendo conhecer o gênero.

Breslin, Theresa. A Profecia de Nostradamus. Galera Record, 2011. 405 p.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL