target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

“CORTE SÚBITO” (Sandra Brown)

Quando você barganha com o diabo, tem que cuidar das costas pelo resto da vida.
P. 239
~~~*~~~
Naquela tarde, cinco pessoas entraram no elevador do Hotel Moultrie, entre eles estava o magnata Paul Wheeler e sua jovem acompanhante Julie Rutledge. A decida até lobby foi interrompida no oitavo andar, e quando as portas se abriram, mal tiveram tempo de assimilar a surpresa. No corredor, havia um homem mascarado que anunciou o assalto. Paul demorou a atender à ordem do assaltante. O estrondo da pistola foi ensurdecedor…

Pouco tempo depois, o sobrinho de Paul tem sua aula de Tênis interrompida para receber a notícia da morte do tio. Creighton Wheeler é um playboy mimado apreciador de prostitutas, carros estilosos e roupas de grife, mas sua verdadeira paixão é o cinema. Aficionado por filmes, incorpora falas e citações no seu dia a dia. Creighton não sentiu a morte de Paul. A reprovação do tio quanto a sua irresponsabilidade e recusa em assumir compromissos não era nenhum segredo. Creighton também era o herdeiro legal da fortuna do tio.
Prevendo que o caso poderia se voltar contra a família, o pai de Creighton solicita os serviços de Derek Mitchell – um renomado advogado de defesa, odiado pelo Departamento de polícia por suas vitórias no tribunal.
Entretanto, Julie está convencida de que Creighton é o responsável pelo assassinato de Paul, e fará de tudo para provar sua culpa. Ela não permitirá que a astúcia de um advogado deixe o assassino impune.

Mas quando Creighton apresenta um álibi sólido, os olhos da polícia se voltam para a suposta amante do empresário. Ao confrontar Julie, Derek começa a desconfiar de suas intenções. Ela constantemente cai em contradição e esconde muitos segredos.

Entre assassinatos, mentiras e armadilhas, Derek precisará de muito sangue frio para levar esse caso até o fim. Ele não imaginava o terrível rumo que sua vida iria tomar…
~~~*~~~
Corte Súbito, da autora Sandra Brown, é um suspense romântico repleto de ingredientes que manterão os leitores colados em suas páginas: mistério, traição, um psicopata inteligente e uma pitada irresistível de romance. Apesar de ter vários livros da autora da estante, Corte Súbito foi minha estreia. Adorei o estilo narrativo de Brown e a forma como ela teceu o enredo.

No início, a trama é focada no mistério sobre a identidade do assassino do empresário Paul Wheeler. Nessa fase, a autora insere informações e coloca os personagens em situações que induzem o leitor a suspeitar de vários indivíduos. Porém, após a metade do livro, a identidade do crimino nos é revelada. A partir desse ponto acompanhamos um verdadeiro jogo de “gato e rato”. De um lado, temos um psicopata arrogante acreditando que sairá impune, e do outro, os mocinhos da história que farão de tudo para colocá-lo atrás das grades.
Os detetives de polícia atuam à margem do que realmente está acontecendo na história, pois o departamento de polícia deve seguir as pistas que lhe são apresentadas, mesmo que estas sejam manipuladas. Mas isso não é algo ruim, pelo contrário, é um aspecto da trama que deixa o leitor tenso e com uma pontinha de frustração. Afinal, a polícia é sempre a última matar a charada. rsrs
O assassino é o personagem mais interessante. Um psicopata que manipula suas vítimas ao seu bel-prazer, frio e desprovido de qualquer tipo de compaixão.

Apesar de sabermos quem é o culpado durante a maior parte do tempo, Brown reserva ao leitor algumas surpresas, principalmente no final. Uma corrida contra o tempo que me deixou aflita.

O romance está presente, mas de forma sutil. Sandra Brown dá maior destaque para o suspense. O envolvimento romântico do casal protagonista não influencia de forma negativa no ramo investigativo. Na verdade, o enredo policial é simples, pois não exige poder de dedução do leitor. Entretanto, a história é muito envolvente, fazendo com que fiquemos colados às suas páginas pela simples emoção da caçada.

Corte Súbito é uma ótima pedida para os fãs de suspense e thrillers policiais com uma “pegada”mais leve.

Brown, Sandra. Corte Súbito. Rocco, 2012. 400 p.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL