target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

“NADA É PARA SEMPRE” (Ali Cronin)

Não contei tudo para as meninas. Não tinha sido incrível. Quer dizer, tinha sido legal, mas doeu um pouco, e eu não fiz barulhos nem nada. A terra não se moveu. Você sabe…
P. 37
~~~*~~~
Foi nas férias de verão em Barcelona que tudo começou…

Sarah sempre foi a garota certinha da turma, mas agora ela havia ultrapassado mais uma fase de sua vida. Deixou de ser uma menina careta… ela perdera a virgindade. Sarah havia acabado de conhecer Joe, mas soube desde o início que “ele” era o cara.

De volta à Inglaterra, Sarah não consegue controlar suas emoções e aguarda ansiosa pelo contato de Joe. Ele prometeu que ligaria, mas a espera é angustiante. Joe demorou um pouco para procurá-la, mas o tempo não importa mais. Tudo que Sarah precisa é encontrá-lo novamente.

Porém, Joe é um cara mais velho e está na faculdade. Sua rotina de estudo e trabalho não permitem que ele esteja sempre disponível. Assim, Sarah tenta manter uma relação a distância, com um rapaz que nem sempre responde suas mensagens ou que só a procura quando está a fim de transar. Mas todas as coisas desagradáveis são esquecidas quando eles estão juntos… o sexo é intenso e maravilhoso.

Sarah tem certeza de que eles devem ficar juntos, então decide que vale a pena jogar todas as suas fichas para que Joe perceba o quanto essa relação é especial.
Mas seus amigos não têm tanta certeza de que esse amor está fazendo bem para Sarah. Ela deixou de ser a garota divertida e companheira que sempre foi. Agora, ela só pensa em Joe e como seu mundo é perfeito quando eles estão juntos. Suas melhores amigas não estão felizes com a mudança, pois estão se sentindo negligenciadas. Mas Sarah acha que essa implicância não passa de inveja.

Então, os problemas começam a surgir… Será que Joe realmente é o amor da vida de Sarah ou tudo não passou de uma aventura de verão?
~~~*~~~
Nada é Para Sempre é o primeiro volume da série Garota <3 Garoto de Ali Cronin. Quem nunca perdeu o juízo e ultrapassou limites por uma paixão avassaladora na adolescência?
Sob o olhar de Sarah, vislumbramos os sentimentos de uma garota ao fazer sexo pela primeira vez – o medo e a excitação simultâneas –, o tabu da perda da virgindade, as conversas sussurradas entre amigas, a desilusão e como uma paixão mal interpretada pode provocar ações inconsequentes.

A autora não mostra apenas a visão romântica do “fazer amor”, mas levanta a questão do sexo casual entre os adolescentes, por diversão mesmo. Entretanto, aqui o ato sexual é apenas discutido e não descrito como nos romances adultos.

As primeiras páginas do livro passam a sensação de que leremos sobre um amor fofo. Porém, com o decorrer da história a coisa desanda um pouco. A história não conseguiu me conquistar. Infelizmente, a protagonista não me causou uma boa impressão.
Eu tentei, com todas as forças, não deixar minhas opiniões pessoais influenciarem na avaliação do livro. Mas Sarah é tão irritante que eu acabei desistindo de ser imparcial. Tudo que eu sempre achei que uma garota NÃO deveria fazer por causa de um rapaz… Sarah fez. Eu reprovei todas as suas decisões.

Eu sei que Sarah representa uma adolescente ingênua e inexperiente no amor. No início, até que eu senti compaixão, afinal Sarah estava convencida de que Joe também era apaixonado por ela, mas que ainda não havia percebido isso. Sua missão era fazê-lo enxergar o quanto a relação deles era especial. A ingenuidade de Sarah é de causar dó. Porém, uma sucessão de ações estúpidas acabaram me fazendo sentir antipatia pela personagem.
A trama é simples e um tanto previsível, pois assim que entendemos o tipo de relação que Sarah está vivendo, deduzimos como a coisa toda vai terminar.

Mas o livro também traz coisas boas. A narrativa é muito gostosa, com um ritmo fluido e um linguajar despojado. É muito divertido ver Sarah e suas amigas fofocando sobre sexo. O grupinho de amigos de Sarah é muito legal, são infinitamente mais cativantes que a protagonista.
“Nada é Para Sempre” é ousado, pois fala abertamente sobre a sexualidade dos jovens... de paixão e sexo sem falsos pudores. Com certeza a leitura agradará ao publico mais jovem, que está experimentando as mesmas emoções. Leiam e tirem suas próprias conclusões.

Cronin, Ali. Nada é Para Sempre. Seguinte, 2012. 271 p. (Garota <3 Garoto, Vol. 1)

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL