target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

“PANDEMÔNIO” (Lauren Oliver)

Tudo o que você era, a vida que tinha, as pessoas que conhecia… adeus. (…) — Não existe o antes. Só existem o agora e o que vem depois.
p. 22
~~~*~~~
(Pode conter spoiler para quem não leu o primerio livro da série)

No passado, Lena Haloway temia o amor. Seu maior desejo era passar pela intervenção e se ver livre dos perigos da doença Amor Deliria Nervosa. Mas tudo mudou quando Alex entrou em sua vida.
Lena foi infectada… e estava feliz com isso. O casal não poderia viver esse amor nas cidades vigiadas. Lena e Alex planejaram fugir para a Selva, mas algo deu tremendamente errado.

Lena consegue atravessar a cerca, e quase morre ao fazer isso. Mas está sozinha. Ela corre selva a dentro, sem rumo... sem destino. Quando achou que finalmente morreria, foi resgata por um grupo de Inválidos.
Depois de recuperada, Lena se vê obrigada a enfrentar uma dolorosa realidade. Alex fora capturado, provavelmente morto, e ela estava entre estranhos. Agora, sua única opção é deixar o passado para trás e seguir em frente.
Na selva, Lena descobre uma nova família – um grupo de rebeldes que precisa lutar com afinco pela própria sobrevivência. Ali – no meio daquela gente sofrida – a Lena de “antes” morre, e uma nova Lena renasce.

A Lena de “agora” é uma rebelde, membro da resistência infiltrada na sociedade que tanto odeia. Seu grupo lhe deu uma missão de extrema importância. A revolta na cidade está inflamada, vários grupos estão se rebelando contra o governo opressivo. Durante uma manifestação, que deveria ser pacífica, algo imprevisto acontece…

Lena conhece Julian – filho do líder da América Sem Deliria, uma organização que luta por intervenções de cura precoces. Ao lado de Julian, mais uma vez Lena terá que lutar para se manter viva. Será obrigada a despir-se de toda farsa e reaprender a confiar em suas emoções.
~~~*~~~
Pandemônio – segundo livro da trilogia Delírio de Lauren Oliver – superou minhas expectativas. Tenho certo fascínio por distopias, mas Delírio – primeiro livro da série – não me conquistou. A construção do mundo distópico é superficial, as explicações sobre a doença Amor Deliria Nervosa não convencem e a trama é repleta de furos. Assim, encarei Pandemônio sem muitas expectativas. Talvez, esse seja o motivo para eu ter gostado mais desse segundo volume.

A narrativa de Oliver é envolvente, gosto da forma como ela escreve. Aqui, o texto é dividido em dois tempos, onde o “Antes” e o “Agora” da protagonista são apresentados em capítulos alternados. Apesar de ofuscar possíveis surpresas em relação ao futuro de Lena, os capítulos que descrevem o passado – além de dar continuidade aos eventos que encerraram o livro anterior – servem para mostrar ao leitor como as experiências de vida afetaram sua visão de mundo. No “Agora”, Lena não é mesma garota do “Antes”. Gostei muito dessa abordagem, pois nos permite acompanhar o crescimento da personagem tanto como pessoa quanto membro da resistência.

A autora apresenta novas facetas da estrutura social do universo que criou, porém não foram esclarecedoras. Continuo achando a construção dessa sociedade distópica pouco desenvolvida.

Mais uma vez a autora tentou construir um final explosivo, marcado por uma revelação inesperada. Porém, dessa vez o artifício não funcionou comigo. Desde o início eu desconfiei que a autora faria tal revelação, só não sabia o momento. Fazer isso justamente na última página do livro foi tão clichê que fiquei pasma, não pela surpresa que a autora tencionou proporcionar, mas pela previsibilidade da cena.

Entretanto, se compararmos com o primeiro livro, Pandemônio está mais estruturado… mais redondinho. Mas a autora tem muitas arestas para arrematar no último livro, e tenho minhas dúvidas se o final da trilogia será, pelo menos, satisfatório. Pensar nisso me desanima um pouco, mas lerei a continuação mesmo assim. Quero saber como Lena vai sair da “sinuca de bico” em que se meteu!

Oliver, Lauren. Pandemônio. Intrínseca, 2013. 304p. (Delírio, Vol. 2)


Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL