target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

“OS 500” (Matthew Quirk)

Ele tinha me oferecido decência e eu retribuí com crime. Eu não passava de um trapaceiro. Estava no meu sangue. Qualquer chance que eu tivesse de levar uma vida honesta era um erro crasso, que logo seria corrigido.
p.48
~~~*~~~
Mike Ford não imaginava que sua ascensão fosse tão rápida. Acabara de se formar em direito em Harvard e já estava trabalhando para a maior empresa de consultoria estratégica de Washington, o Grupo Davies. Com frequência o trabalho envolvia descobrir quem – legisladores, regulamentadores, CEOs importantes, grupos de interesses especiais, governos estrangeiros – precisava de que favor e quem podia dar conta do recado. Essas pessoas procuravam Davies, sabendo que a empresa conseguiria obter acordos entre círculos que jamais admitiriam estar de mãos dadas. O Grupo Davies era como um pregão imenso, conectando os desejos e as necessidades de Washington e ficando com uma pequena porcentagem por seus serviços.

Após alguns meses trabalhando nesse meio, Mike percebe que o jogo político é mais sórdido do que ele imaginava… Ele estaria disposto a por em risco tudo que conquistou para manter sua honra? Ou venderia sua alma para manter um punhado de privilégios? Mas Mike possui um espírito curioso, e seu passado de vigarista faz com que bisbilhote em assuntos não lhe diz respeito. Colocando, assim, seu emprego e sua vida em perigo.

Agora, Mike precisa sair da enrascada em que se meteu. Mas não é tão fácil assim livrar-se do figurão que comanda os bastidores de Washington… Davies é poderoso no jogo de influências, mas também é um homem perigoso.

A única chance de Mike sair ileso era negociando com o diabo. Assim, só havia uma escolha… vencê-lo em seu próprio jogo.
~~~*~~~
Os 500, livro de estreia de Matthew Quirk, é um dos melhores thrillers políticos que tive a oportunidade de ler. Adoro as intrigas e a atmosfera de conspiração que rodeiam os bastidores da política.
A trama é centrada nas negociações de uma empresa de consultoria em Washington. Tal empresa – o Grupo Davies – possui muita influência, e é capaz de negocia-la a qualquer preço. O protagonista da história, Mike Ford, foi convidado para trabalhar no grupo e descobre que o jogo de poder em Washington é sujo e pode ser perigoso para quem não "dança conforme a musica" dos poderosos.

A grande “sacada” do enredo é o nosso herói, que na verdade não é nada inocente e muito menos honesto. Existe certa contradição em sua figura, pois há momentos em que ele se mostra tão inescrupuloso quanto seu empregador, e logo depois fica horrorizado com os métodos usados pelo Grupo Davies para alcançar seus objetivos.

Mike sabe que tudo na politica gira em torno de influencia, negociatas, obtenção de vantagens e o apoio das pessoas certas. Mas como conseguir tudo isso de forma limpa? É praticamente impossível. Davies – o presidente da empresa – acredita que todo homem tem seu preço. É aí que entram as chantagens, os pequenos favores, as extorsões e os subornos. Mike conhece esse meio, mas para ele existe um certo limite. Até onde é valido chegar para conseguir o voto decisivo ou a aprovação de um projeto de lei? É muito intrigante o conflito moral e os limites impostos pela consciência que é debatido através de Mike.
“(…) Morra na infâmia, com a honra intacta, ou viva na glória, corrupto…” p.10

Mike é um golpista nato, pois cresceu entre vigaristas. Apesar de querer trilhar um caminho diferente, ele é ambicioso e nunca conseguiu se afastar totalmente desse mundo. Seu tino para “farejar” trapaças é o que irá colocá-lo em problemas, e também o que irá salvá-lo.
A história é narrada em primeira pessoa, e possui poucos diálogos. É como se Mike estivesse nos contando sua história em segredo, uma confidência. Ao longo do livro ele relata como praticamente vendeu sua alma em troca de dinheiro, regalias e uma amante dos sonhos.

“(…) “Todo homem tem seu preço. E, uma vez que você descobre qual é, você se torna dono dele, de seu corpo e de sua alma.” p.18

Os 500 é muito bacana. Um thriller repleto de reviravoltas, momentos de tensão e muita corrupção. Recomendadíssimo!

Quirk, Matthew. Os 500. Paralela, 2013. 308 p.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL