target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

[Conheça o Autor] Marion Zimmer Bradley...


Marion Zimmer Bradley – escritora norte-americana, nascida a 3 de Junho de 1930, em Albany, no estado de Nova Iorque. No auge da grande depressão econômica, seus pais eram muito pobres, impossibilitados, portanto, de oferecer-lhe uma educação esmerada. Teve que começar a trabalhar muito cedo, chegando a ser garçonete e faxineira.
Ao completar dezesseis anos, ganhou uma máquina de escrever da mãe. Marion, com o presente oferecido pela mãe, começou a escrever histórias, tendo fundado uma revista para amadores de ficção científica aos dezessete anos de idade.

Em 1949, ano em que casou com Robert Alden Bradley, apresentou uma história ao concurso mantido pela revista de ficção científica Fantastic/Amazing Stories, pelo que realizou a sua primeira venda. No início, para sobreviver, sujeitou-se a produzir uma série de romances sensacionalistas. Em 1952 começou a escrever profissionalmente para várias revistas, como a Vortex Science Fiction e, a partir de 1958, obteve um certo reconhecimento, ao publicar o primeiro romance da série Darkover, intitulado "The Planet Savers" (1958). A série, que viria a totalizar vinte e um volumes, quase todos da autoria de Marion Zimmer Bradley, contava a história de um planeta descoberto nos finais do século XXI e colonizado pela Terra.

Juntou-se a um grupo de ativistas lésbicas denominado Daughters of Bilitis, considerada a primeira organização de direitos lésbicos dos Estados Unidos. Na década seguinte, dedicou-se à produção de romances góticos para poder tirar um curso universitário.
Em 1964 obteve o seu diploma pela Universidade de Hardin-Simmons, em Abilene, no estado do Texas, fazendo depois estudos de pós-graduação na Universidade da Califórnia, em Berkeley, de 1965 a 1967.
Lady Avalon - fonte

Reorientou-se da ficção científica para o gênero da fantasia, publicando, entre outras obras, "The Forest House" e "Lady Of Avalon", que procurou cunhar com pequenos toques de feminismo. Em 1983 publicou a sua obra mais conhecida, "The Mists Of Avalon" (As Brumas de Avalon), uma recriação das lendas arturianas vistas sob a perspectiva dos seus arquétipos femininos, como Viviane, Gwynyfar, Morgaine e Igraine. Um enorme sucesso, a obra manteve-se no topo da lista de vendas do jornal Times durante quatro meses.
Marion tornou-se uma escritora de prestígio e uma das mais lidas no mundo inteiro. Prosseguiu na mesma senda com Presságio de Fogo (1987) (lançado no Brasil com o título de "Incêndio de Tróia"), onde reescreve a guerra de Tróia de uma perspectiva feminista. Regressa ao universo mítico da Bretanha druídica, desta vez, em confronto com o Império Romano com A Casa da Floresta (1983). Em 1985, Marion Bradley lançou um novo livro, especialmente destinado ao público infantil. Muitos, no entanto, consideraram o livro uma obra adulta, e possivelmente imprópria para crianças: "A filha da Noite", baseado na ópera "A flauta mágica", de Mozart.

Entre seus livros mais famosos estão As Brumas de Avalon, Presságio de Fogo/Incêndio de Tróia, A Casa da Floresta e a série Darkover.
Marion Zimmer Bradley foi casada duas vezes e teve dois filhos. Morava em Berkeley, na Califórnia. Muito de sua notoriedade também se deve ao apoio que deu à comunidade de ficção científica americana.
 
busca.submarino.com.br/busca.php?q=as+brumas+de+avalon&franq=AFL-03-16531
Faleceu quatro dias após ter sido vítima de um ataque cardíaco, em Berkeley, a 25 de Setembro de 1999. Deixou mais de meia centena de livros.

Fonte: [1], [2]

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL