target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

"O NOME DO VENTO" (Patrick Rothfuss)

"Meu nome é Kvothe. Os nomes são importantes porque dizem muito sobre as pessoas. Já tive mais nomes do que alguém tem o direito de possuir. Já fui chamado de Kvothe, o Sem-Sangue; Kvothe, o Arcano; e Kvothe, o Matador do Rei. Mereci esses nomes. Comprei e paguei por eles. 
Já resgatei princesas...Incendiei a cidade de Trebon. Fui expulso da Universidade com menos idade do que a maioria das pessoas consegue ingressar nela. Conversei com deuses, amei mulheres e escrevi canções que fazem os menestréis chorar.
Vocês devem ter ouvido falar de mim"

"O Nome do Vento" é o primeiro volume da Trilogia A Crônica do Matador do Rei escrita por Patrick Rothfuss. Sua história relata as aventuras de Kvothe, um homem que já teve muitos nomes, mas que agora é conhecido por Kote, o estalajadeiro de uma pequena cidade. Aprenda você também a nomear todas as coisas e descubra o nome do vento.
~~~*~~~
O homem tinha cabelos ruivos de verdade, vermelhos como a chama, seus olhos eram escuros e distantes, e  seu semblante carregava o peso do conhecimento. Dele era a estalagem Marco do Percurso. Ele já foi chamado de muitos nomes, mas hoje é apenas Kote. Em sua estalagem, em um longínquo vilarejo, homens se reúnem para beberem e dividirem histórias de antigas lendas e rumores de tempos sombrios que estão por vir. Mas esses mesmos homens não sabiam que o pacato taberneiro atrás do balcão é o protagonista das histórias contadas pelos quatro cantos do mundo. 
Porém, Kote não era mais o mesmo, ele se esqueceu de quem realmente é. Mas a visita de um escriba, um cronista interessado em escrever a verdadeira história do homem que é uma lenda, reavivará as lembranças de Kote.
Esta história é o livro de suas proezas, então devemos começar do princípio...

Kvothe foi um dos Edena Ruh, uma trupe de artistas nômades que possuíam os melhores bardos e atores das estradas, não eram simples mambembes, eles se apresentavam para a corte. Sua infância foi rica nas artes e sua inteligência desde cedo notada.
Em uma das paradas de sua trupe Kvothe encontra um latoeiro e verdadeiro arcanista que conhece o nome do vento, seu nome era Abenthy. O arcanista era versado em todas as ciências e se tornou o primeiro mestre de Kvothe, lhe contou sobre as maravilhas da universidade e ensinou os princípios da alquimia, botânica, medicina, astrologia e a verdadeira simpatia.
Mas os caminhos de Kvothe e sua família foram atravessados pelo mal e interrompido para sempre. Sua família foi dizimada por demônios de olhos negros saídos das antigas lendas e cantigas...O Chandriano. Kvothe jurou vingança.

Agora, ele está sozinho e aprenderá o significado da fome, do frio e da solidão. Mas a dor e o sofrimento não foram suficientes para fazê-lo desistir de seu objetivo. Ele iria para universidade, seria um arcanista e aprenderia o nome do vento. Mas a universidade é um local hostil e sua luta em busca do conhecimento está apenas começando.
O sangue dos Edena Ruh corre e suas veias e Kvothe não desistirá enquanto não descobrir um modo de encontrar o Chandriano e cumprir seu juramento.
~~~*~~~
"O nome do Vento" é um épico de fantasia movido pelo poder das histórias. Aqui, a magia se encontra nas palavras escritas, ditas e cantadas. Mas a verdadeira magia está na capacidade de descobrir o nome de todas as coisas. Tudo que existe, mesmo que não possamos ver ou sentir, possui um nome, e saber pronunciá-lo significa conquistar seu domínio...poder influenciar e fazer com que tais coisas se submetam a sua vontade.
O autor consegue nos levar através de um mundo de fantasia, magia e criaturas míticas, porém de forma que nos pareça comum e real. O ambiente criado por Rothfuss não é inflamado demais, permitindo que o leitor se entregue ao seu universo fantástico. Um mundo cheio de obstáculos, vícios e preconceitos; onde muitas vezes o que reina é a injustiça, a miséria e o egoísmo. Bem parecido com o nosso não é?

É sob o olhar de Kote que conhecemos uma parte da história de sua vida, iniciando com sua infância feliz em uma trupe de artistas itinerantes até sua precoce entrada na universidade. Kote insiste que precisa de três dias para contar toda a trajetória de uma vida, nem mais nem menos, e em "O Nome do Vento" - A Crônica do Matador do Rei - estamos no primeiro dia de sua história. Achei espetacular a idéia de uma trilogia onde cada livro relata um dia de história revelada e reescrita.

O livro é descrito com riqueza de detalhes e a personalidade do jovem Kvothe é entusiástica, ele transborda força de vontade e garra, mas ao mesmo tempo é ingênuo, impulsivo e até cruel. Dono de uma mente brilhante, possui uma inteligência invejável, uma língua afiada e um dom nato para dominar a magia e nominar as coisas. É alvo de muito ciúmes e inveja, o que lhe conferiu alguns inimigos e muitos problemas. Kvothe é ao mesmo tempo complexo e simplista. Se apaixona, mas não se declara; conquista amigos, mas é orgulhoso demais para demonstrar seu apreço; sente medo, mas se recusa a ser cuidadoso. Tem muitas qualidades, mas é teimoso e pouco exigente com a vida.
O motor que impulsiona Kvothe é o desejo de descobrir a verdade sobre a existência do Chandriano e seu combustível é a vingança.
Tanto o prólogo quanto o epílogo descrevem o silêncio que rodeia a pessoa de Kote - "um silêncio em três partes"- o som paciente do homem que espera a morte. Só lendo para entender, para mim,  soou como poesia.  Muito bom...adorei.
Eu gostei muito do desfecho do livro, mesmo ficando com comichão para saber o que vai acontecer.
"O Nome do Vento" é um livro indispensável para os amante de fantasia. Um épico que valeu cada página lida.

Rothfuss, Patrick. O Nome do Vento. Editora Sextante, 2009. 652p. (A Crônica do Matador do Rei, Vol. 1) 

28 comentários:

  1. Oi, Hérida!

    Parece muito bom esse, fiquei tentada em conhecer melhor esse livro!

    Um beijooo

    ResponderExcluir
  2. Nossa!!! Parece ser um ótimo livro. Você é suspeita, já que AMA livros épicos, mas pelo que pude perceber esse tem um "que" a mais, uma magia a mais, fiquei super curiosa.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Ei Hérida,

    Este é bom mesmo, está entre meus TOPS de 2010, amei.

    Ahhh eu quase morri com o final, preciso do segundo desesperadamente rsrs

    bjooo

    ResponderExcluir
  4. Gostei, já vi resenhas ótimas sobre ele, foi pra lista de desejos, kkk
    Adorei a resenha, super completa!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Não sei se é meu estilo, mas sua resenha me deixou curiosa para ler esse livro. Ele chama atenção inicialmente pela capa e em seguida pela sinopse.

    Meu medo é que seja cansativo. Mas quem sabe eu nã encontre por algum sebo e traga para casa?!

    Sua resenha me deixou curiosa e um tanto quanto disposta a conhecer essa saga.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. ei Hérida, a capa do livro é muito linda.
    Eu tenho certeza que vou amar esse livro, a história tem tudo para ser perfeita, espero não me decepcionar quando ler. ^^
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, concordo com a Juliana também não sei se faz o meu estilo, mas gostei da forma como você apresentou o livro para os leitores. Realmente fica a dica!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Aaaahhhhh naum tem como naum gostar deste livro!!! É ótimo!!! Q tal uma promoção com ele??? Hahahaha...

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Esse livro parece ser bom demais =) Eu gostei muito da capa da primeira vez que vi, mas não dei muito pela sinopse... Meu marido que gostou e colocou na lista dele. Mas depois que eu li a resenha da Nanda (do blog Viagem Literária) e agora a sua resenha, eu estou com muita vontade de ler esse livro =)

    ResponderExcluir
  10. Bem parece muito interessante, mas denso!
    vou olhar ele com mais carinho =]

    ResponderExcluir
  11. Quero ler esse livro, já vi muitas recomendações!
    =)
    Está na lista de melhores de fantasia em vários sites.

    ResponderExcluir
  12. Essa capa é da mesma pessoa que ilustrou a Guerra dos Tronos.
    Vc sabe quando lança o segundo?

    ResponderExcluir
  13. Esse livro então é indispensável pra mim! hihihi
    Adoro fantasias e magias e afins! rsrs

    Hérida, adorei a resenha,fiquei com vontade de ler!

    BeijoS

    ResponderExcluir
  14. Oi flor, Voltando a visitar adorei a resenha gosto desse estilo de livro épico de reis e rainhas adorei o pedacinho do inicio que tu colocou deu para ter uma idéia...ehehehe...com certeza vou gostar de ler vai entrar na minha lista de livros a adquirir. Bjks

    ResponderExcluir
  15. Oi Hérida!
    Eu tinha visto esse livro, mas não tinha ligado muito para ele, porque achava que ele era histórico. Mas agora que li sua resenha e descobri que ele é de fantasia eu quero ler, adoro livros desse tipo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho este livro e estou com muuuuuuuuuita vontade de lê-lo, mas, minha pilha está tão grande que se eu passá-lo na frente vai virar uma zorra.
    Adorei sua resenha, Hérida. Me deu mais vontade ainda de ler.

    ResponderExcluir
  17. Adorei a resenha, transparece sentimento.
    Porém parece o tipo de livro que não faz meu estilo.
    Tive a impressão de ser cansativo e pensar que ainda é o primeiro da trilogia desanimou.
    Se surgir oportunidade talvez leia, quem sabe.

    ResponderExcluir
  18. adoorei a capa e a resenha
    parece ser beeeeeeem interessante
    bjokas

    ResponderExcluir
  19. Descobri esse blog hj por acaso e adorei.

    Sobre o livro, terminei de ler recentemente, e é realmente fantastico, senti todo o tipo de sentimento enquanto lia e uma historia que consegue causar isso na gnt com crtz deve ser valorizada.

    ResponderExcluir
  20. Esse livro ta bombando mesmo, e ele ja ta na minha lis ta ha um tempão, preciso agilizar a leitura! Ehehe

    ResponderExcluir
  21. Esse livro já foi vendido por vários preços no sub, até por 9,90 e eu não comprei na época. Adoro a temática e acho que já está na hora de comprá-lo e lê-lo.

    Parabéns pela resenha.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  22. Já ouvi falar muito neste livro e até queriam me emprestar, mais eu achei que era chato. Puxa tinha de ter lido a sua resenha antes.

    ResponderExcluir
  23. Parece ser muito bom. Eu não conhecia e pela descrição, o protagonista parece ser sensível e interessante.

    ResponderExcluir
  24. Esse livro é muito booom.
    Viciei em Kvothe.

    ResponderExcluir
  25. Concordo com você. Acabei de ler e imediatamente procurei informações sobre o próximo livro. É muito bom! No estilo, é um dos melhores que já li.

    ResponderExcluir
  26. Me parece ser muito bom este livro e a review me deixou mais animado. Com certeza vai entrar na minha fila, rs.
    Abçs.
    @fabiorgc

    ResponderExcluir
  27. Estou louca pra ler esse livro. Realmente parece ser fantástico. Já esta na minha listinha ^^

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL