target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

quarta-feira, 11 de maio de 2011

“SANGUE QUENTE” (Isaac Marion)

O que tem de errado comigo? Olho para minha mão e sua carne cinza e pálida, fria e dura, e sonho com ela rosa, quente e flexível, e que pode manejar, construir, acariciar. Sonho que minhas células necrosadas estão saindo de sua letargia, inflando e acendendo como o Natal lá no fundo do meu âmago sombrio. Será que estou inventando tudo isso…? Será um efeito placebo? Uma ilusão otimista? Seja como for, sinto que a linha reta da minha existência está mudando, formando vales e morros como os batimentos cardíacos.
Pag. 59

“Sangue Quente” é o romance de estreia do autor Isaac Marion. O livro apresenta uma nova perspectiva dos gementes, vorazes por carne humana e totalmente mortos, Zumbis. Aqui o leitor terá a oportunidade de adentrar à mente inepta de um morto-vivo, conhecer seus pensamentos e sua visão de mundo. Se você, leitor, está achando impossível abordar as reflexões de um zumbi, eu lhe convido a conhecer esse lançamento.
~~~*~~~
Ele está morto, mas isso não é tão ruim. Aprendeu a conviver com isso. Ele não tem mais um nome, o esqueceu como tantas outras coisas de seu passado…de sua outra existência. Tudo que sabe é que, talvez, seu nome começasse com R. Sua memória, pulso e calor dissiparam-se, pois R é um Zumbi, mas os vestígios de um mundo que se foi há muito tempo…permaneceram. 

As cidades estão em ruinas, as pessoas vivas fugiram para dentro de enormes estádios de futebol e lá criaram suas pequenas comunidades. R ”vive” em um aeroporto abandonado…subindo, descendo, indo e voltando - brincado varias vezes por dia - nas escadas e esteiras rolantes.
R é um Zumbi e ele faz o que tem que fazer…grunhe, geme, se arrasta e caça humanos para se alimentar. R não sente prazer ao matar, mas é uma necessidade maior que sua vontade, um impulso que vêm de sua entranhas. Seus dias eram sempre iguais, compostos por movimentos repetitivos e sem sentido. Até que um dia tudo mudou… 

Em uma caçada, R se depara com um grupo e adolescentes. Ele não se importa com suas idades, seus sexos ou suas vidas, R só quer comer e aplacar o intenso vazio que percorre todo seu corpo.
Ao comer o cérebro de um jovem rapaz, R experimenta vividamente as lembranças de Perry. E entre os lampejos de memória, lá está ela…Julie. Ao sair do torpor causado pelas imagens, sem saber como ou porquê, R reconhece Julie e sente uma necessidade primitiva de protegê-la. 

R não entende o que está acontecendo, pois estranhamente Perry não o deixou. Suas lembranças, sonhos e anseios continuam a bombardeá-lo. Tudo está diferente agora, as engrenagens de seu corpo cinza e duro estão mudando. R afronta as leis da natureza e quebra as regras de seu mundo. Ele quer uma nova chance e, ao lado de Julie, passa a cogitar a possibilidade de ter um futuro…seja ele qual for.
~~~*~~~
Confesso que iniciei “Sangue Quente” com receio e totalmente convencida de que a história seria inconvincente e totalmente disparatada. Afinal, quem imaginaria conhecer os sentimentos e reflexões existências de um zumbi?
Isaac Marion nos apresenta R, um zumbi sem memórias de sua vida passada, sem perspectivas, mas consciente de sua condição de morto-vivo. Ele sabe que morreu e está fadado a perambular indefinidamente por um mundo devastado. 
O mais interessante foram as reflexões de R, a visão de si próprio, seus sentimentos com relação aos vivos e como encara sua realidade. Ele satiriza a própria condição, suas limitações e filosofa sobre as mudanças que está sofrendo como um zumbi.
“Ali, naquele banheiro, cercado pelo fedor de mijo e merda, penso se é tarde demais para mim. Será que consigo arrancar uma outra chance dos dentes fechados da boca do céu? Quero um novo passado, novas memórias, um novo primeiro aperto de mão com amor. Quero recomeçar de todos os jeitos possíveis.” Pag. 187
Somos levados por uma mente obscura, cheia de névoas, que vão se dissipando enquanto R se autoavalia e muda seu jeito de ser. Eu adorei estar na mente de R, de conhecê-lo, experimentar seus sonhos e devaneios. Através de R, apreendemos a vida humana sob o olhar da morte.

Julie, a garota por quem ele se apaixona, também é um personagem cativatente. Adolescente marcada por tragédia pessoais e familiares, que vive isolada com outros tantos humanos em estádios de futebol. Eles saem do refúgio, e se aventuram nas cidades em ruinas, apenas para procurar artigos necessários para a comunidade. E, é em uma dessas explorações que Julie cai nas mãos de R.

Mesmo sendo uma história mais reflexiva, o ritmo é muito bom. Eu não me cansei de ler e fiquei profundamente envolvida com a trama.

Faço minhas as palavras de Stephenie Meyer – “ Nunca pensei que poderia gostar tão apaixonadamente de um Zumbi”.

Marion, Isaac. Sangue Quente. Leya, 2011. 256 pag.

33 comentários:

  1. Ei Hérida,

    aiai amei a resenha.
    Mas eu já queria ler desde que vc falou que tinha gostado tanto, melhor livro do ano até agora? oh céus, preciso dele urgente rs.

    bj

    ResponderExcluir
  2. Hérida, vc deveria ser presa >< De verdade, uma resenha dessas é uma crueldade sem tamaho :( Como você tem coragem de falar tão bem assim de um livro?! Agora quero muito, muito, muito e não posso comprar >< Quando eu for presa na Saraiva por furto, vou te denunciar como culpada >.< #ProntoFalei

    ahahahah
    Brincadeiras a parte (ok, quase brincadeira...), sua resenha ficou ótima e esse livro parece ultra maravilhoso \o/ Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  3. Nossa que diferente!!

    Não gosto de zumbis, acho eles muito tontos, uma coisa meio sem noção...
    Até tenho um pouco de medo deles...

    Se me deparasse com um livro desses na livraria torceria o nariz e daria as costas, já que a premissa não é lá essas coisas.
    Mas a sua resenha me deixou com muita vontade de ler!!

    Parece ser bom :O

    Mas não é assustador??
    Estilo Resident Evil??

    Beijos :*

    @_mrsilva

    ResponderExcluir
  4. Aliás, gostei do título :)
    Bem sujestivo...

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha. :)
    Eu já estava com vontade de ler esse livro só pela sinopse, agora sabendo mais detalhes sobre a estória fiquei com mais vontade ainda.

    ResponderExcluir
  6. Nossa, adorei o enredo do livro, tenho vontade de ler, mas só espero que não seja muito nojento.

    ResponderExcluir
  7. Oi Hérida, esse livro parece ser fantástico, com um tema retratado de uma forma completamente diferente do que encontramos por ai. Despertou muito a minha curiosidade.

    Só um parêntese: eu não aguento mais colocarem comentários da Stephenie nas capas dos livros! Ela agora é parâmetro de qualidade literária?? kkkk

    Xero.

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha, Hérida!
    Eu já tinha me interessado lendo a sinopse, mas tinha ficado com um pé atrás com essa história. Um zumbi se apaixonando por um humano? Tipo...é estranho. =P
    Mas agora acho que estou gostando um pouco mais. Vou conferir o livro, com certeza! =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ei Hérida!
    Estou meio que querendo evitar os livros sobrenaturais, mas desta vez não teve jeito.
    Pelo que li parece ser escrito de uma forma completamente diferente, né?!
    Quer ler!
    Parabéns pela resenha, deu 'água nos olhos'.
    Bjins

    ResponderExcluir
  10. Nossa, parece ser um livro incrivel, e alem do mais.... ZUMBIS! *morre*
    Sua resenha ficou muito boa, agora eu estou com o incrivel desejo de persegir humanos...digo, ler o livro. XD. Uma pena que no momento eu to sem grana, se não eu ia correndo na Saraiva comprar.

    Beijos,
    Haushinka.

    http://infinitas-palavras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Como a Nanda disse, depois dessa resenha
    preciso desse livro urgentemente!

    ResponderExcluir
  12. Oi Hérida!
    Sei lá...um livro sobre zumbi? Ao mesmo tempo em que eu fico curiosa, eu tenho um pouco de receio. Acho que vale a pena arriscar só pelo fato de ser um tema diferente. Vai entrar pra lista só pela curiosidade que causou.rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Uau! Que resenha! Tô com tanta vontade de ler o livro que, se pudesse, começaria agora mesmo! Nossa, como estou curiosa! Parabéns pela resenha! Ameeei! ^^

    Beijos, Ju

    ResponderExcluir
  14. Oi Hérida!

    Estou louca para ler esse, eu adoro zumbis então estou bem curiosa, espero gostar tanto quanto você, a sua resenha esta ótima (como sempre).

    Bjuss

    ResponderExcluir
  15. Pôxa que perspectiva diferente hein?A gente sempre sente medo e raiva dos zumbis quando vê os filmes, histórias, livros, hqs.
    Muito inovador esse livro, pelo menos eu nunca ouvi falar de algo assim.
    Tá de parabéns pela resenha, aliás suas resenhas são sempre perfeitas, né?
    Fiquei curiosa pra saber o que acontece com a Julie(quero um spoiler...) o.O
    Muito boa a descrição dos personagens, vc é ótima! ^^
    Grande Abraço, Hérida!

    Ps.: tá acompanhando GoT?

    ResponderExcluir
  16. SUPER MEGA RESENHA! PENA QUE MEU LIVRO SÓ CHEGARÁ SEMANA QUE VEM... D:

    ResponderExcluir
  17. Nossa, essa resenha me chamou bastante atenção Pois estamos acostumados com vampiros e anjos
    Mas um jumbi, quem duria eim
    Até arriscaria ler
    Beijs

    ResponderExcluir
  18. Oi Hérida!

    A resenha está maravilhosa, espero em breve ter a oportunidade de ler o livro.
    Será chegou a vez dos zumbis? Bom, tudo que é sobrenatural me interessa.

    Beijos
    Blog Apaixonada por romances

    ResponderExcluir
  19. Muito boa sua resenha!!
    Agora deu vontade de conhecer esse outro lado de um zumbi!

    ResponderExcluir
  20. Eu adoro filmes de Zumbi :) E acho que com certeza vou adorar esse livro. Adorei sua resenha já anotei a dica.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  21. Sempre tive medo de zumbis, mas confesso que eles me fascinam. Adorei a resenha e sei que vou amar o livro. Vai para a lista...Bj

    ResponderExcluir
  22. A linguagem parece ser crua, estilo King, gosto demais. E o que me chamou mais a atenção foi a possibilidade de me aventurar na mente de um zumbi, isso abre um leque enorme de possibilidades, ainda mais vivenciar a mente de alguém vitimado pela "fome" e pelo desespero. Gostei demais!

    ResponderExcluir
  23. Bom, depois de uma resenha como essa, não tem como não comprar e devorar esse livro!! E vai ser hoje mesmo!! rs...
    Beijos
    Camila - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  24. Não gosto muito de Zumbi, não, nunca achei uma boa história sobre eles... mas parece que vc achou! Ow!!! Agora quero ler!*_*
    Estou tentada a ler esse livro! Pela sua resenha e comentários paece uma história incrivel!
    Hérida, repetindo os comentarios acima, sua resenha está incrivel! O.O

    bjuss

    ResponderExcluir
  25. Não lembro de ter lido um livro sobre zumbis. Valeu a dica. Bjs, rose;D

    ResponderExcluir
  26. Hey :D
    To louca pra ler esse livro, acho que nunca li nada sobre Zumbis e Louras Zumbis não conta UAHSUAS Adorei a resenha, ficou muito boa.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  27. Vixe!
    Seres fantásticos e agora mortos vivos.
    A visão vista de um deve ser interessante. Gostei da resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  28. Hérida,

    Sua resenha apavorou......\o/...só de ler ela já quero ter o livro....nossa também quero conhecer o R, fantástico....esse vai para lista dos livros a adquirir...beijokas elis!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  29. Ótima resenha! agora fiquei com mais vontade de ler o livro! vc escreveu com tanta paixão, arrasou! bjssss e bom dia!

    ResponderExcluir
  30. Sério que é tão bom! Nossa, eu não daria nada por ele, como vc disse Zumbi dá repugnância. ierque!

    Mas só lendo pra saber!! Quem sabe...

    beijOOO

    ResponderExcluir
  31. Já li o livro e é ótimo, muito bom mesmo vale muito a pena, dá uma chance para esse zumbi.
    bjos

    ResponderExcluir
  32. ATENÇÃO! CONTEM SPOILERS!
    cara, sinceramente, eu li o livro antes de ver qualquer recomendação, e digo que é decepcionante.o autor fez algo que adoro ver na literatura de ficção, mudar o ponto de vista, neste caso, para um zumbi, é genial. Até o meio do livro, a historia é interessante, mas a personalidade de R, aquele jovem sonhador, é triste de se ver. um zumbi seria alguém cuja mente fora desgastada por toda a brutalidade que viu, alguém obscuro, até mesmo sádico. o fato de ser inteligente(de verdade, faz comentários sobre a condição humana dignos de Freud) não incomoda, chega a agradar por dar um ar mais intectual a ele,mas agir como um adolescente apaixonado? isso não é digno de alguém que passou pelo que ele passou,matando e trucidando centenas de pessoas. o final foi o que mais me enraiveceu, contando logo, ele se cura graças "ao amor". já não vimos isso antes, vamos ver, trilhões de vezes? para mim, seus pensamentos e a ideia do livro são excepcionais, mas deveria ter sido escrito de outra forma, pois a historia em si deixa a desejar. acho que todos já nos cansamos de ver livros com essa necessidade de ter um final feliz.

    ResponderExcluir
  33. GENTE TEM ESSE LIVROO PRA DOWNLOAD !!!
    ??
    AMEI A RESENHA PRECISO DESESPERADAMENTE DELEE !!
    R JA TO TE AMANDO

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL