target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

“RETRATO DO MEU CORAÇÃO” (Patricia Cabot)

Alguns homens sonham em construir pontes. Outros, vencer guerras. Outros, ainda, sonham em curar a fome e as doenças, enquanto outros desejam apenas a riqueza. Jeremy compreendia esses sonhos e estava preparado para tolerar os homens que o nutrissem. Mas para ele, só havia um objetivo que valia seu tempo e sua energia: um objetivo único que o impulsionara por cinco longos anos. E ele era, simplesmente, Maggie Herbert.
Pág. 182
~~~*~~~
Jeremy Rawlings estava preocupado. Seu tio – Edward Rawlings – parecia consternado com a notícia que acabara de lhe dar... Mais uma vez ele se meteu em confusão e acabou sendo expulso do colégio. Jeremy já tivera a honra de ser expulso de duas outras instituições de ensino. Agora, chegara a vez de Oxford.

Jeremy nunca tivera a intensão de estudar longe de casa. Ele era muito melhor com a espada do que com o lápis. Agora, não adiantava chorar pelo leite derramado… Jeremy estava novamente em casa.

Ao retornar ao solar Rawlings, Jeremy é surpreendido por uma colega de infância. Mas ele mal pôde acreditar no que viu… Margaret Herbert, a garota alta demais e desengonçada, havia se tornado uma jovem voluptuosa e muito atraente. Ele não perderia a chance de se divertir às custas de Maggie.
Convencido de seu poder de atração, Jerry conduz – gentilmente – sua velha amiga ao estábulo e usa todo seu charme para seduzi-la. O primeiro beijo foi explosivo, mas quando as coisas começaram a esquentar, Maggie simplesmente se afasta dando-lhe um soco. Ele nunca havia sido rejeitado antes. O atrevimento da garota o convenceu de que Maggie era a mulher de sua vida.

Porém, Margaret Herbert não pensava o mesmo. Ela não queria ser uma duquesa, pois isso implicaria em deixar de fazer o que mais amava…pintar. De coração partido, Jeremy decide entrar para o exército e parte para a Índia a serviço da rainha Vitória. Maggie, vai para Paris realizar seu sonho: estudar arte.

Após cinco anos, Jeremy retorna a Londres.Ele não poderia ficar na Índia após saber que “sua” Maggie estava noiva de outro. Como ela pôde?
Entretanto, Maggie também não havia ficado nada contente com as notícias que saíram na imprensa sobre Jeremy. Ele era um herói e, como recompensa por seus bravos serviços, fora presenteado pelo sultão com a Estrela de Jaipur. Será que Jeremy havia enlouquecido? Aceitar uma princesa como recompensa?

Não será nada fácil alcançar a tão almejada felicidade. Tudo parecia conspirar para mantê-los separados… um noivado, uma bela princesa indiana, atentados de morte e uma família preconceituosa. Será que o amor de Jeremy e Maggie é forte o bastante para transpor tantos obstáculos?
~~~*~~~
Retrato do Meu Coração, segundo romance da série Rawlings de Patricia Cabot, foi um sopro de ar fresco.
Confesso que iniciei a leitura com uma pontinha de receio, pois achei o primeiro romance da série – A Rosa do Inverno – fraco. Talvez, agora estivesse num momento mais propício para a leitura.
Ambientado na Londres do século XIX, Retrato do Meu Coração nos apresenta uma heroína forte e destemida. Maggie é uma jovem que está decidida a desafiar os tabus da sociedade e fazer de seu talento um meio de vida. Adorei cada momento com Maggie. A paixão que ela sente pela pintura e sua convicção em realizar seu sonho é inspirador. Cabot mostra com muita propriedade os conceitos de moral e bons costumes da época, além de toda intolerância da sociedade em relação à independência da mulher.

Jeremy, por sua vez, inicia o livro como um garoto arrogante e indisciplinado, além de mostrar-se um libertino em potencial. Mas ao se apaixonar por Maggie, ele passa a desejar merecê-la e parte em uma jornada que o transformará. Porém, a maturidade não é uma virtude de Jeremy. Apesar de ter se tornado um homem forte e sedutor, ele continua um menino brincalhão e irresponsável. Ah… ele é um patife, mas um patife fofo!

A história é dividida em duas partes. Na primeira, conhecemos os protagonistas ainda adolescentes – naquela etapa da vida em que os jovens estão descobrindo o amor. É nesse momento que os sentimentos fraternais que Jeremy e Maggie nutriam um pelo outro – pois eles se conhecem desde pequenos – se transformam em paixão. Mas a imaturidade de ambos se mostra um obstáculo –  As dúvidas, os receios e os sonhos estão todos ali – e a vida leva cada um a seguir seu próprio caminho. A segunda parte da história transcorre após cinco anos. Agora o reencontro acontece com ambos adultos e mais experientes. Momento perfeito para o amor se enraizar….se não fossem os mal-entendidos da vida.

A narrativa de Cabot é muito cativante, uma delícia de ler. O ambiente e costumes da época estão descritos de forma satisfatória. As cenas românticas são de causar suspiros e o sexo… bem, é picante na medida certa.

Retrato do Meu Coração é uma história de amor, de sonhos e reencontros. Enfim, uma leitura meiga e divertida.

Cabot, Patricia. Retrato do Meu Coração. Record, 2012. 377 p. (Rawlings, Vol. 2)

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL