target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

“BEIJE-ME ANTES DE MORRER” (Allison Brennan)

A linha entre o comprometimento e a obsessão era bem tênue; um caminho estreito separava a sanidade da demência. Tanto pessoal como profissionalmente, Lucy trilhava esse caminho todos os dias, como uma acrobata numa corda bamba, sem rede de segurança. Ela sabia que poderia se perder em seu passado assim como poderia se perder no futuro...
Pág. 280
~~~*~~~
Nas badaladas festas underground de Nova York, sexo e drogas correm soltos. Em meio aos corpos pulsantes ao som de músicas eletrônicas, se esconde o perigo. Um assassino acaba de executar sua quarta vítima. Apelidado pela imprensa de “Estrangulador de Cinderelas”, ele mata de forma metódica e cruel. Suas vítimas – sempre garotas com menos de 21 anos escolhidas nas raves da cidade – são asfixiadas com sacos plásticos e um de seus sapatos é levado como souvenir. Daí sua alcunha.

Kirstin Benton, uma adolescente rebelde, fugiu de casa para curtir uma dessas festas... e não voltou mais.
Cinco dias depois, o detetive particular Sean Rogan inicia uma investigação sobre o desaparecimento de Kirstin. Para ajudá-lo na investigação, Sean pede a ajuda de sua namorada Lucy Kincaid. Ele confia na intuição de Lucy e sabe que seu tino investigativo será essencial para encontrar Kirsten.

Porém, Lucy não está tão confiante de suas capacidades. Atormentada por dolorosas lembranças, Lucy está enfrentando um verdadeiro turbilhão emocional. Além disso, há anos ela vem se preparando para ser uma agente do FBI, mas se vê sem perspectivas quando percebe que seu sonho está indo por água abaixo. Para não se sentir tão miserável, Lucy decide trabalhar – do jeito que for – para impedir que mais pessoas se tornem vítimas de criminosos.
Assim, ela junta forças com Sean para localizar a adolescente desaparecida. Ao pesquisarem a vida cotidiana da garota, eles percebem que o envolvimento de Kirsten com o mundo do sexo e drogas ia muito além das festas underground. Seguindo pistas, Lucy e Sean são levados ao último local em que Kirsten foi vista. Em Nova York eles descobrem que o desaparecimento de Kirstin pode estar ligado a uma série de homicídios.

Paralelamente, a agente do FBI Suzanne Madeaux juntamente com o detetive Vic Panetta estão à caça desse Serial Killer. Madeaux é conhecida como “Mad Dog” e será ainda mais implacável para tirar o “Estrangulador de Cinderelas” das ruas.
~~~*~~~
"Beije-me Antes de Morrer" é o segundo livro da série Love me to Death escrita pela autora Allison Brennan. Essa sequência foi uma leitura excelente. Aquela sensação de que faltava algo no enredo, que tive ao ler de Se Eu Morrer Antes De Você, não ocorreu aqui.

Seguindo o mesmo molde do primeiro livro da série, Beije-me Antes de Morrer conduz o leitor por duas tramas de suspense paralelas. A primeira – conduzida pelo FBI – está relacionada aos assassinatos em série de garotas que frequentam festas underground; a segunda – conduzida por Lucy e Sean – refere-se ao desaparecimento de uma adolescente. Logo no início do livro o leitor percebe que ambos os casos estão relacionados, mas os personagens que investigam, não. É bem interessante, e um pouco aflitivo, ter uma visão mais ampla da investigação do que os próprios personagens. Acompanhei os passos de Lucy e Sean querendo conduzi-los pelo caminho mais fácil.

Minha primeira impressão de Lucy Kincaid foi de um mulher que decidiu superar a dor e levar uma vida normal. Entretanto, nesse segundo romance, Lucy regrediu a olhos vistos. Devido aos eventos ocorridos no livro anterior, a personagem voltou a ser atormentada por fantasmas do passado. Essa instabilidade emocional de Lucy se torna uma espécie de força contraditória. Ao mesmo tempo em que é torturada pelo passado, ela almeja exercer uma profissão que frequentemente desencadeará dolorosas lembranças. Lucy faz de sua fragilidade um incentivo a realização. Por outro lado, Lucy é muito insegura. Ela segue seus instintos, monta teorias críveis e argumenta com clareza, porém recua frente a qualquer opinião contrária. Ao longo do livro essa falta de confiança irrita um pouco.

O relacionamento do casal ainda é algo recente, mas Sean esta disposto a ser o que Lucy precisar – amante, companheiro ou amigo. Ele é um fofo!
Mesmo com o romance presente, Allison Brennan dá um maior destaque para o ramo investigativo. Reafirmo aqui o que disse na resenha de Se Eu Morrer Antes De Você… o romance tem vigor, mas não influencia de forma negativa no enredo policial. As cenas de sexo são poucas, o romance é mais explorado no sentido emocional do que carnal.

Apesar do enredo policial ser intrigante, não chega a ser algo desafiador. O desfecho é um tanto previsível, entretanto a história é tão cativante que acabei não me importando com isso.
É praticamente impossível largar "Beije-me Antes de Morrer". Imperdível para os fãs de literatura policial com um toque irresistível de romance.

Brennan, Allison. Beije-me Antes de Morrer. Universo dos Livros, 2012. 400 pág. (Love me to Death, Vol. 2)

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL