target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

“DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS” (Judith McNaught)

— Um mês atrás eu achava que você era alguém especial! – retrucou furiosa. — Um mês atrás eu não sabia que você era um playboy milionário lascivo, que muda de cama com a mesma frequência que muda de roupa. Você é tudo que desprezo num homem… sem princípios, promiscuo e de moral corrupta! Grosseiro, egoísta e, se eu soubesse quem você era, não teria lhe dado a mínima atenção!
p. 141
~~~*~~~
Lauren Danner é uma talentosa musicista, mas está ciente de que não conseguirá ganhar a vida tocando piano. Sua família está passando por dificuldades financeiras, e ela precisa de um emprego que lhe proporcione um salario decente. Assim, ela vai a Detroit para uma entrevista de cortesia com Philip Whitworth, um parente distante e dono de uma grande empresa. Mas o emprego que ele lhe ofereceu não foi o esperado…

Impulsionada pela necessidade, Lauren se candidata a uma vaga de secretária na Sinco, uma das empresas da Global Industries. Ela acaba sendo contratada para o cargo e, então, conhece Nick Sinclair – presidente da empresa e dono de um império.

Lauren, imediatamente, se sente atraída por Nick. Ele emana poder e virilidade. Mas ela não estava preparada para lidar com o tipo de homem que Nick Sinclair era. Lauren era virgem e acredita que um dia encontraria seu príncipe encantado.
Deslumbrada pelo poder de sedução de Nick, ela cede à tentação e dorme com ele. Mas perder a virgindade com um homem que acabara de conhecer não é o maior de seus problemas, Lauren é muito ingênua e se apaixona perdidamente por Nick. Então, chegou o momento da desilusão…

Nick não estava interessado em romance, ele queria apenas sexo casual e sem compromisso. Sua intensão, era fazer dela mais uma de suas amantes. Lauren não facilitaria as coisas para Nick. Ela estava decidida a manter seu orgulho e ficar longe de Nick Sinclair.
Ele se surpreendeu com a mulher arredia e intrigante que Lauren se transformou. Nick se sentiu desafiado e decidiu investir todo seu charme para romper as barreiras de Lauren. O que ele não esperava…era se apaixonar.

Entretanto, Lauren se envolveu em uma rede de mentiras e conspirações. Ela esconde um segredo que pode minar a confiança de Nick e arruinar a promessa de um futuro com o único homem que amou…
~~~*~~~
Dois Pesos, Duas Medidas de Judith McNaught foi minha estreia com a autora e eu gostei muito de seu estilo. A trama do romance nos apresenta Nick Sinclair, um milionário libertino que evita se envolver emocionalmente devido a um trauma de infância. No outro extremo, temos Lauren Danner, uma mulher virgem e sem malícia, que ainda não tem maturidade sexual para separar os sentimentos do prazer. Laura não quer sexo casual, quer romance. Dois Pesos, Duas Medidas é um “clichezão” gostoso, que me proporcionou boas horas de distração.

A Narrativa de McNaught é muito envolvente e dinâmica. Se a intensão da autora era atingir o leitor através do comportamento de seus personagens, ela fez um trabalho primoroso. Suspirei, sorri, esbravejei…
Lauren é uma moça inocente e totalmente iludida no início, daquelas que tentam justificar as más ações dos homens com racionalizações sem sentido. Interpretando os fatos de forma menos critica, tentado fazer as coisas parecerem menos ruins do que realmente são. No decorrer da história, Lauren muda sua postura e passa a tratar Nick com indiferença. Mas nós sabemos que é tudo encenação, não é?

Confesso que a imagem de mulher subjugada pela paixão que autora transmitiu através da heroína não me agradou muito. McNaught coloca a personagem em muitas situações humilhantes. Apesar de Lauren se rebelar contra a canalhice de Nick, suas atitudes não transmitem força. Sim, há diálogos memoráveis onde ela bate de frente com Nick e o despreza. Porém, é tudo fachada. Ela se esforça para manter seu orgulho e resistir às investidas de Nick, mas ela perde essa batalha. Lauren devia ter resistido mais!

Por outro lado… quem consegue se opor a Nick? Homem lindo, sedutor, arrogante e um tremendo cafajeste. Mas é impossível ficar indiferente a ele. Homens assim deveriam ser aniquilados da face da terra! Nick é um poço de contradição, ora é espirituoso e adorável, ora é detestável. Fechei o livro sem saber se amo ou odeio esse salafrário. rsrs
Mas é justamente a personalidade de Nick que dá tom da trama. Não é delicioso ver um homem arredio a compromissos se apaixonar perdidamente?

O desfecho do livro me desestabilizou... fiquei "bege" comigo mesma. Sério, quem me conhece sabe que eu não gosto de livros que me fazem chorar. Mas quando dei por mim, lá estava eu, me debulhando em lágrimas. Só não sei se chorei de ódio, mágoa ou ternura.
Dois Pesos, Duas Medidas é um bom romance… leve, divertido e, apesar da revolta que senti em alguns momentos, enternecedor.

 McNaught, Judit. Dois Pesos, Duas Medidas. Bertrand Brasil, 2010. 294 p.

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL