target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 28 de março de 2014

Os Arquivos Perdidos: Os Legados dos Mortos (Pittacus Lore)

“Eu me sinto grato por só ter tido que observar, por não ser um dos mogadorianos agora reduzidos a pó na margem de um rio malásio. Também estou grato por não ser lorieno, por não ter que passar a vida em uma fuga apavorada, com chances mínimas de escapar, só para morrer apunhalado pelas costas.”
~~~*~~~
Sinopse:
O que já sabemos da história dos lorienos que fugiram antes da destruição de seu planeta é que os Números Um, Dois e Três morreram na Malásia, na Inglaterra e no Quênia, respectivamente. Antes de serem exterminados, eles eram apenas crianças em um planeta alienígena chamado Terra, onde começaram a descobrir os seus poderes, se esconder dos inimigos e lutar pela vida. 

Com a intenção de traçar os perfis dos Gardes ainda vivos, o temido e perverso mogadoriano general Andrakkus Sutekh obriga seu filho, Adamus, a acessar a memória da loriena Número Um, com o intermédio de uma máquina. Assim, Adamus consegue visualizar as lembranças da Garde através dos olhos dela. Aos poucos, Adamus se deixa envolver pelos lorienos e descobre a verdade sobre seu pai, seu planeta e sua raça. 
~~~*~~~
Os Legados dos Mortos é o terceiro conto spin-off, lançado no formato digital, que integra a série Os Legados de Lorien. O que mais me surpreendeu, foi o ponto de vista explorado. É sob o olhar de um Mogadoriano – Adamus Sutekh, conhecido também como Adam – que acompanhamos a caça e o extermínio da número Um, Dois e Três. 
Quem foram e o que aconteceu com os três primeiros Gardes mortos eram temas abordados de forma superficial nos livros anteriores. Porém, em Os Legados dos Mortos temos a oportunidade de conhecermos um pouco mais de suas histórias. Entretanto, é a número Um que participa ativamente da trama. 

Seria interessante que esse conto fosse lido após A Queda dos Cinco, pois é nesse volume que Adam, um Mog insurgente, nos é apresentado pela primeira vez. Adam é diferente, e apesar de, “teoricamente”, ser um inimigo, ele cativa o leitor com seu jeito sensível, inseguro e confuso sobre em que acreditar. 

Adam foi criado sob os ensinamentos mogadorianos, cresceu aprendendo que o certo é a expansão de seu povo e que, para isso, o extermínio de outros povos se faz necessário. Porém, ao participar de um projeto experimental – com o intuito de descobrir o paradeiro dos Gardes na Terra – as crenças de Adam são mudadas para sempre. Adam passa a enxergar a guerra por outro prisma… ele entende que os mogadorianos provocam a destruição e começa a se colocar no lugar dos povos invadidos. Enfim, o tiro literalmente saiu pela culatra para os mogs. 

Todos os contos que li da série são muito legais, mas O Legado dos Mortos é sensacional! O melhor da série até o momento. É tão empolgante que ao terminar, comecei imediatamente a ler o próximo conto – A Busca por Sam. 

Se você acompanha a série, mas ainda não leu os contos… não percam mais tempo! Leiam, porque são muito bacanas. 



Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL