target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Leitura Recomendada
target="_blank">Some alt text
Lançamentos e Eventos
target="_blank">some alt text
Escolha do Leitor
target="_blank">some alt text
Conheça o Autor
target="_blank">Some alt text
Livros Importados
target="_blank">Some alt text
Digno de Nota

sexta-feira, 16 de julho de 2010

"KARA E KMAM" - Segredos de Alma e Sangue (Nazarete Fonseca)

Qual o seu o seu segredo... O que você esconde?

Sob o olhar de uma jovem vampira, conhecemos o lado oculto e mais sombrio desses seres imortais. As grades são rompidas e os segredos mais profundos e obscuros serão revelados.
Quando o conhecimento é doloroso demais, poderá a ignorância ser uma bênção?

Depois de ler o primeiro livro da saga Alma e Sangue da autora Nazarethe Fonseca, fiquei muito curiosa para saber mais sobre os personagens, Kara Ramos e Jan Kmam. Eu gostei muito do primeiro livro da série e vocês podem ler a resenha - AQUI.

Só a título de curiosidade, Kara e Kmam, não é uma continuação do livro "O Despertar do Vampiro". Este livro é uma espécie de "diario" de Kara, ela nos conta um pouco de seus primeiros anos como imortal, os mistérios que envolvem os vampiros, suas descobertas, o processo de adaptação e os "dissabores" de sua nova condição.

****

Sua vida mudou drasticamente. Deixou aquele mundo cheio de luz, onde tudo parecia certo e previsível, para "viver" sob a escuridão da noite e as incertezas do que esperar da imortalidade.
Tudo era diferente. Morava em um pais estrangeiro, idioma desconhecido, costumes estranhos e principalmente...teria de se submeter às antigas leis dos vampiros.
O único acalento de Kara era saber que Kmam a amava e que o teria para todo o sempre.
Mas viver nas sombras era mais difícil do que ela imaginava. Descobriu que aquele vampiro que amava tão intensamente não era somente seu amante, ele era seu mestre. Sua obediência era exigida sem trégua, sob pena de punições severas. Era difícil abandonar sua vontade própria e se submeter.
Isso não importava, por Kmam, faria o que fosse preciso.

Mas será que Kmam era digno de tanta dedicação?

Jan também ama Kara profundamente, esperou por ela durante séculos e agora que a tem só para si...algo mudou.
Não sabe ao certo, sente como se estivesse embriagado, perdido o controle...desconexo. Se enredou na própria teia que teceu, e agora não consegue se libertar. O segredo que esconde tomou conta de sua vida.

Kara não pode descobrir... Jamais!

Porém, o que Kmam não esperava era que tanto ele quanto Kara se tornassem o objeto de desejo de outros imortais. E estes, estão dispostos a tudo para obter o que desejam.
Inesperadamente Kara e Kmam se encontram sob uma rede de intrigas, traições, ciúme, cobiça e morte.

Será possível um amor puro como o deles sobreviver?

As feridas são profundas, mas a eternidade os espera para cicatrizá-las.

****
Neste livro, Kara está morando na França com Jan Kmam, seu criador. Ele é seu amante e mestre e ela lhe deve respeito e obediência. Mas é exatamente este o problema... obediência. Kara é rebelde, teimosa e pensa como uma mulher moderna. Não consegue aceitar as imposições, leis e regras de um grupo que vive há milênios, onde muitos não são adeptos da modernidade e fazem questão de preservar muitos hábitos e rituais antigos.

Percebemos principalmente a dificuldade de Kara em abandonar o seu lado humano. Mesmo sendo uma vampira, ela ainda carrega alguns hábitos, pensamentos e até os tabus que cultivou enquanto era mortal. Kara não conseguiu se desligar totalmente de sua memória humana e sua dificuldade em se adaptar muitas vezes é encarada como indisciplina.

Seu maior rival pela atenção de seu amado é Otávio, o vampiro que transformou Jan Kmam. Otavio e kmam são amantes, aparentemente essa relação não desperta ciumes em kara. Mas Otávio possui uma antipatia explícita por kara. Os motivos parecem ser vários: ciúmes, a teimosia de Kara e até sua "vitalidade" que provoca o fascínio de outros vampiros.

Durante a leitura percebemos que os vampiros são muito parecidos com os humanos. Eles são infiéis, astutos, egoístas e mesquinhos.
Os vampiros de Nazarethe Fonseca não cultivam sentimentos de posse, mesmo amando o parceiro que escolheu para viver durante a imortalidade, procuram a satisfação com outros de sua espécie e algumas vezes com humanos, escravos de sangue.
Achei muito interessante a estrutura hierárquica e o conjunto de leis que regem a sociedade dos vampiros.

A narrativa de Nazarethe continua cativante. Li o livro em uma noite, pois não consegui larga-lo.
A trama é cheia de suspense, ação e com uma alta dose de sensualidade. Todas as sensações, odores e desejos são urgentes e à flor da pele.
A relação do casal não tem nada de inocente, pelo contrário....é deliciosamente carnal.

Mas lembre-se, antes de ler "Kara e Kmam", você deve se aventurar em "O Despertar do Vampiro". Caso contrário a história não fará sentido.

O livro é curtinho, mas vale muito a pena!

16 comentários:

  1. interessante, mas não me chamou taaaaaaaaanta atenção assim

    ResponderExcluir
  2. Vampiros estão na moda eim rs rs
    Mas eu estou evitando eles ;)
    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Eu adoro a Nazarethe! já li Kara e Kman, mas na edição antiga.
    Essa nova capa ficou maravilhosa.
    Resenha ficou show
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Fernanda Giannellasexta-feira, 16 julho, 2010

    Aii parece ser muiiito interessante. Mais um pra minha lista :D

    ResponderExcluir
  5. eu acho ótimooo ^^

    Kara e Kman formam um casal cativante mesmo...
    Mas eu gosto mesmo é do Ariel *-*

    ResponderExcluir
  6. Hérida,

    Oh céus, ainda não li o primeiro da trilogia, mesmo sendo diário e não continuação melhor não ler o post todo ne rs

    Já me indicaram este livro para ler e postar no blog, os leitores já pediram aiai tenho que ler.

    bjo

    ResponderExcluir
  7. Gostei bastante da resenha Héria.
    Tenho muita vontade de ler esse livro e o primeiro. ^^
    espero ter a oportunidade.
    Já está na minha lista de compras. =)
    beijos.

    ResponderExcluir
  8. Ainda bem que você avisou! Já tinha ouvido falar desse livro, mas não sabia que tinha um primeiro antes desse! Vou ver se acho por aqui!
    Beijos
    Camila

    ResponderExcluir
  9. Estou louca pra ler todos os livros da Nazarethe Fonseca! Ainda não li, mas pretendo ler o mais rápido possível pra quando comprar esse, ler assim que tiver nas mãos *-* Essa capa é muito linda, né? Eu adorei! :D Acredito que a história seja ótima também! ^^

    ResponderExcluir
  10. Adorei a sua resenha e achei o livro super interesante. Acabei de por ele na minha lista, mas só achei 2 em uma livraria e 2 em outra e todos parecem serem ótimo.
    Assim que eu comprar e lê vou por a crítica no blog, mas pelo visto, vai ser uma crítica boa.
    Beijos =)

    ResponderExcluir
  11. Que capa lindaaaaaaaaaaaaa. Se eu ver eu compro até pela capa rsrs, mas pela resenha parece bom mesmo! Já coloquei na wish list.

    Bjsssss

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada da Nazarethe, mas ontem, no encontro dos skoobers falaram muito bem dela. Fiquei curiosa! Vou procurar mais livros da autora para poder conhecê-la melhor.

    Bjjs.

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não tive o prazer de ler nada dessa autora. Vejo o pessoal falar bem e fico com muita vontade de ler.

    E a minha lista aumenta. kkk

    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi, tem selinho pr ti lá no blog, bj
    http://danfalandodelivros.blogspot.com/2010/07/selinhos-cantinho-intelectual-eu-que.html

    ResponderExcluir
  15. Resenha simples e direta... Adorei! Esse livro parece ser muito bom, vou colocar na minha de "proximos livros que vou ler" ;D

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para mim. Obrigada pela visita e volte sempre.

- Comentários que não tenham relação com a postagem serão removidos.
- Caso queira se comunicar comigo, envie sua mensagem pela opção contatos no menu do blog ou pelo email localizado na sidebar.

Nos encontramos no próximo post!

Postagens populares

seguidores

LENDO NAS ENTRELINHAS Copyright © - Todos os Direitos Reservados

desenvolvimento EMPORIUM DIGITAL